Topo

"'DLC é lugar para fazer coisas estranhas", diz roteirista de "Borderlands"

do Gamehall

07/03/2015 16h02

Durante a palestra “Enredo é chato, personagem é legal”, na GDC 2015, em São Francisco, o roteirista Anthony Burch, responsável por “Borderlands 2”, falou sobre o crescimento da importância dos personagens em detrimento ao enredo em jogos e especialmente DLCs, além de reforçar que é no conteúdo adicional que produtores e roteiristas devem ousar mais.

“Não apenas os jogadores lembram mais dos personagens, em comparação com o enredo, mas também gostam mais dos personagens. E em jogos grandes, focar nos personagens em um DLC ainda garante mais dinheiro”, defendeu Burch.

Falando sobre a experiência de “Borderlands 2”, o roteirista disse que nos três primeiros DLCs do jogo, os produtores escolheram contar novas histórias, que expandiam o universo do jogo, mas que os resultados ficaram abaixo do esperado. Somente no quarto DLC, "Tiny Tina's Assault on Dragon's Keep”, a produtora conseguiu chegar aos números de vendas e à satisfação esperada, em um história muito mais non-sense, mas que ainda assim valorizava os personagens e as relações entre eles.

“O DLC é o formato perfeito pra fazer esse tipo de coisa. No jogo principal você tem que honrar o dinheiro do consumidor, fazer aquela coisa grande, épica, fechar todos os buracos da história e tal. Mas não no DLC. O DLC é como o segundo encontro, é a hora de fazer coisas estranhas, e as coisas estranhas são as mais divertidas”, explicou o roteirista.

Borderlands 2
Borderlands 2
#albumEmbed015('tagalbum','53571+AND+36439')

Histórias pessoais

Mesmo reconhecendo que é mais fácil escrever DLCs estranhos quando se trabalha em uma franquia com uma veia de comédia tão forte, como “Borderlands”, Burch apontou os DLCs “Minerva’s Den”, de “Bioshock 2”, e “The Citadel”, de “Mass Effect 3”, como bons exemplos de como ousar nas expansões.

“São franquias sérias, que mesmo assim conseguiram usar seus DLCs para contar histórias pequenas, de sentimentos bem pessoais de seus personagens, e que são muito interessantes”, finalizou Burch.

"Borderlands 2" está disponível para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. O jogo de tiro chegará aos consoles PS4 e Xbox One em março, como parte da coletânea "The Handsome Collection".

Start