PUBLICIDADE

Topo

Microsoft fechará divisão de séries e filmes originais para Xbox

do Gamehall

18/07/2014 12h28

Como parte da reestruturação interna da Microsoft - que requer a demissão de 18 mil funcionários da empresa, segundo o novo CEO Satya Nadella - o Xbox Entertainment Studios, divisão voltada para criação de séries, filmes e documentários, será fechada.

Fundado no início de 2013, o Xbox Entertainment Studios tinha como objetivo trazer conteúdo exclusivo - ou com fatores de exclusividade - para os consoles da Microsoft, incluindo o Xbox 360 e Xbox One.

Diversos projetos foram desenvolvidos durante o último ano, incluindo duas produções baseadas em "Halo" - uma série com produção de Steven Spielberg, e um filme produzido por Ridley Scott que envolve um personagem central de "Halo 5" - e a série de documentários "Signal to Noise", que chamou atenção por desenterrar os cartuchos do jogo de "E.T." para o Atari 2600 em um aterro no Novo México.

De acordo com o chefe do setor Xbox, Phil Spencer, estes projetos ainda estão em produção, e embora o Xbox Entertainment Studios venha a fechar as portas, isso não indica que a Microsoft pretende parar de criar aplicativos que não sejam ligados a games para seus consoles.

Quantum Break segue em frente

A Microsoft disse ao site Polygon que o desenvolvimento de "Quantum Break" não será afetado pelas demissões e pelo fechamento do Xbox Entertainment Studios. O jogo da Remedy será acompanhado por uma série com atores reais, parte da iniciativa da Microsoft em criar conteúdo em vídeo original para o Xbox One.

"'Quantum Break' sai no ano que vem e tanto o game quanto a série continuam em produção", declarou a Microsoft.

Mais detalhes sobre o game de ação exclusivo do Xbox One serão divulgados na Gamescom, feira que acontece na Alemanha entre os dias 13 e 17 de agosto, com cobertura in loco de UOL Jogos.

ASSISTA AO TRAILER DE "QUANTUM BREAK"; LEGENDADO

  •  

Desorganização e projetos em dúvida

De acordo com o site Recode, parte da razão do fechamento do Xbox Entertainment Studios foi "falta de organização" e planejamento, o que espantou possíveis parceiros. Ainda assim, o estúdio conseguiu lançar uma série durante sua existência - o reality show "Every Street United", que procurava por um novo craque de futebol às vésperas da Copa do Mundo.

Outros programas - como uma série baseada no livro "Gun Machine", de Warren Ellis - estavam em pré-produção ou em fase inicial de desenvolvimento sob o selo Xbox Originals. O futuro destes projetos é incerto, e ao que indica não terão envolvimento direto por parte da Microsoft.