PUBLICIDADE

Topo

E3: "Evolve" precisa conquistar o público para reinventar multiplayer

Pablo Raphael

Do UOL, em Los Angeles

11/06/2014 09h09

Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas a produtora Turtle Rock está disposta a tentar com "Evolve". O estúdio formado pelos criadores de "Left 4 Dead"quer reinventar as partidas multiplayer online, tanto competitivas quanto cooperativas.

Para isso, precisará não só entregar um jogo de qualidade elevada, mas convencer o público de que épossível oferecer algo diferente de "Halo" ou "Call of Duty", de "Left 4 Dead" e "Gears of War". Para ter sucesso, a Turtle Rock precisará engajar uma comunidade ao redor de "Evolve".

O jogo se passa em um mundo inóspito e alienígena, bem ao estilo de Pandora (do filme “Avatar”), com criaturas selvagens enormes (algumas inofensivas, outras nem tanto). Até quatro jogadores controlam caçadores que são enviados para essa colônia com um único objetivo: conter um monstro.

A criatura é controlada por um quinto jogador e, enquanto os caçadores jogam com a típica perspectiva em primeira pessoa do gênero, o monstro é visto pelo jogador em terceira pessoa - o que além de ser bem legal, permite visualizar melhor as várias formas da fera.

Evolve
Evolve
#albumEmbed015('tagalbum','73726+AND+16715')

Evolução natural

Cada classe de "Evolve" tem características únicas e se prestam a papéis específicos dentro da partida. Você tem personagens de suporte, personagens que causam dano e assim por diante. Cada uma das classes possui habilidades especiais que são essenciais para a captura do monstro.

Jogando com a "trapper", por exemplo, você pode plantar armadilhas que restringem o movimento da fera e conta com o auxílio de uma outra criatura, uma espécie de cão de caça alienígena, que além de seguir o rastro do monstro consegue curar seus aliados.

Sozinhos, os caçadores são bastante vulneráveis e separar o grupo é uma das táticas mais certeiras para a vitória do monstro. Trabalho em equipe em "Evolve" é tanto condição de sobrevivência quanto única chance de vitória.

Jogar com o monstro é uma experiência totalmente diferente: você começa pequeno e vai caçando animais selvagens para ganhar energia e crescer, atingindo estágios evolutivos que permitem escolher modificações naturais que influenciam o estilo de jogo, tornando a fera mais furtiva ou mais resistente e preparada para o corpo-a-corpo. Em um estágio avançado, você se verájo gando com um dragão, com asas e baforadas de fogo.

Para os caçadores, o objetivo de "Evolve" é eliminar o monstro. Mas para quem controla a criatura, há outras opções, como destruir um ponto estratégico, por exemplo. Isso evita a repetição - um jogador esperto e habilidoso conseguiria vencer sem entrar em conflito com os caçadores, por exemplo.

ASSISTA AO TRAILER DE "EVOLVE" DA E3 2014

  •  

Quebra de paradigma

Jogos de tiro multiplayer são criticados constantemente pela falta de inovação. Todos querem emular a fórmula de sucesso de "Call of Duty". É fácil torcer o nariz para games do tipo, que são rapidamente classificados como "mais do mesmo".

Os games que conseguem mudar esse paradigma são raros. "Left 4 Dead" foi um deles e agora, os designers do shooter cooperativo da Valve estão com um estúdio novo e querem reinventar o gênero mais uma vez, trazendo um frescor bem vindo para o tiroteio online nesse começo de geração.

Para dar certo, porém, "Evolve" precisaráde uma sólida base de usuários. Afinal, é um jogo completamente online, que assim como "Titanfall", só é divertido se você não demorar muito para encontrar partidas. No mundo ideal, é um game para se curtir com amigos. Mas se a Turtle Rock angariar uma boa comunidade, dá para se virar com uns milhares de desconhecidos.

“Evolve" sai em 21 de outubro para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Start