PUBLICIDADE

Topo

BGS 2013: "Dying Light" é game pós-apocalíptico bonito, mas repetitivo

Pedro Henrique Lutti Lippe

Do Gamehall

27/10/2013 18h14

Andar pelas favelas de um mundo tomado por uma infestação gigantesca de zumbis será uma aventura incrível. “Dying Light”, o novo game dos produtores de “Dead Island”, esteve presente na Brasil Game Show e promete ser mais do que um jogo de sobrevivência normal, afinal os monstros estão em todos os cantos – e ficam mais assustadores durante a noite.

UOL Jogosjogou o game durante a Brasil Game Show 2013 e, mesmo sendo repetitivo, se assustou com as aventuras nesse mundo onde a luz do dia é sua principal arma contra os zumbis. Confira:

  •  

Medo do escuro

Mais conhecida por "Dead Island", a produtora Techland anunciou seu próximo projeto: "Dying Light", game agendado para 2014 e que está em desenvolvimento para PC, PS3, Xbox 360, PlayStation 4 e Xbox One.

Classificado como um jogo de 'horror de sobrevivência' em mundo aberto, uma das principais características de "Dying Light" é o ciclo de dia e noite: durante o dia, o jogador vasculha o cenário em busca de itens que pode usar para construir equipamentos e aprimorar suas armas. Ao cair da noite, zumbis chamados de 'infectados' ficam mais agressivos e caçam o personagem, que precisa lutar para sobreviver até o dia seguinte.

O jogador pode construir e melhorar suas próprias armas, de forma similar ao que é feito em "Dead Island", criando machetes elétricos e bastões com arame farpado ou inflamáveis, por exemplo. O cenário é bastante aberto e o jogador pode explorar o mapa como preferir, contando com movimentos de parkour para alcançar pontos de difícil acesso - e também para escapar dos dentes dos infectados.