PUBLICIDADE

Topo

Blizzard reinicia desenvolvimento do MMO de próxima geração "Titan"

Do UOL, em São Paulo

29/05/2013 14h03

Há vários anos em produção, o próximo MMO da Blizzard, que deverá servir como uma espécie de sucessor para "World of Warcraft", teve seu desenvolvimento interrompido e reiniciado após o estúdio encontrar alguns problemas com seu projeto.

De acordo com o site Venture Beat, 70 dos 100 funcionários que estavam trabalhando no jogo, conhecido publicamente por seu codinome "Titan", foram realocados para outros projetos, enquanto os 30 restantes recomeçarão o desenvolvimento do MMO do zero. Agora, a Blizzard espera poder lançar o game apenas a partir de 2016, sugere o site.

Após a publicação do Venture Beat, o estúdio divulgou um pronunciamento oficial, assinado pelo porta-voz Shon Damron, que você pode conferir traduzido na íntegra abaixo:

"Nós sempre tivemos um processo de desenvolvimento altamente iterativo, e o MMO ainda não anunciado oficialmente não é uma exceção. Nós chegamos a um ponto em que precisamos fazer várias mudanças de design e tecnologia ao jogo. Estamos utilizando essa oportunidade para alterar o foco de parte de nossos recursos para ajudar outros projetos enquanto o time principal adapta nossas tecnologias e ferramentas para acomodar essas mudanças. Note que não anunciamos nenhuma data oficial para o MMO."

World of Warcraft: Mists of Pandaria
World of Warcraft: Mists of Pandaria
#dev_albumEmbed015('tagalbum','55389+AND+16715')

Problemas em Azeroth

O MMO ativo da Blizzard que é sua atual maior fonte de renda, "World of Warcraft", está enfrentando dificuldades. Após atingir um pico de 12 milhões de usuários durante a expansão "Cataclysm", o título vem perdendo assinantes em um ritmo acelerado.

Entre o final de 2012 e março de 2013, o número de jogadores pagantes do título caiu de 9,6 milhões para 8,3 milhões.