PUBLICIDADE

Topo

EA diz que DRM é uma estratégia "falida e sem saída"

do Gamehall

31/03/2013 10h21

Apesar de "SimCity" exigir conexão intermitente com a internet para funcionar, a EA afirma ser contra o uso do sistema de DRM (sigla em inglês para gerenciamento de direitos digitais), que, em linhas gerais, exigem que o jogador fique conectado aos seus servidores para proteger a licença de uso do game.

O gerente de marcas da empresa, Frank Gibeau, disse ao Games Industry International que o DRM é um "sistema falido, uma estratégia sem saída e inviável para o negócio de jogos".

Gibeau aproveitou para negar que o sistema "sempre conectado" de "SimCity" seja uma forma "mascarada" de DRM. "Essa não é a realidade. Estive envolvido em todas as reuniões. O DRM sequer foi citado alguma vez", disse. "Para as pessoas que tem teorias da conspiração sobre as 'manobras diabólicas da EA para forçar o DRM goela abaixo da Maxis', esse não é o caso".

Lançado no início de março para PC, "SimCity" sofreu diversas críticas dos jogadores após seus servidores superlotados impedirem o início das partidas. Ainda assim, o jogo já acumula cerca de 1,1 milhões de cópias vendidas em apenas duas semanas, o que representa o melhor começo na história da franquia.

SimCity
SimCity
#dev_albumEmbed015('tagalbum','60643+AND+16715')

ASSISTA À VIDEOANÁLISE DE "SIMCITY"

Start