PUBLICIDADE

Topo

Só no Japão: Nintendo quer vender jogos digitalmente sem desagradar revendas

Akira Suzuki

Do UOL, em São Paulo

27/04/2012 17h09

A semana não foi de boas notícias para a Nintendo: a companhia anunciou seu primeiro prejuízo anual desde que começou a trabalhar com videogames. O vilão foi o portátil Nintendo 3DS, que teve um começo bem difícil.

Apesar do prejuízo, os horizontes da Nintendo parecem melhores para 2012, já que o 3DS não dá mais prejuízo (seu custo de produção ficou abaixo do preço de venda, o que não estava acontecendo até recentemente) e possui uma agenda de jogos bem forte. Além disso, no final do ano deve sair o Wii U, e um console novo tem grandes chances de vender bem.

Dentre as estratégias que companhia de Kyoto quer tornar realidade neste ano fiscal chamou a atenção a venda digital de games através da loja online eShop, a começar por "New Super Mario Bros. 2", para 3DS.

Assim, a Nintendo finalmente entra nesse negócio que Microsoft e Sony já trabalham faz anos. Mas o jeito de a casa de Mario pensar a distribuição digital de jogos é um pouco diferente, ao menos no Japão (não foi anunciado detalhes para outros países).

Naturalmente, será possível comprar diretamente do eShop, mas o usuário também pode comprar games por download em lojas físicas (na prática, o usuário leva um voucher que deve ser usando dentro da eShop).

Esse é um jeito que a companhia encontrou para não desagradar as revendas, que podem praticar sua própria política de preço. Para o usuário, há a vantagem de haver concorrência entre as lojas e poder pagar em instituições de confiança (nem todos se sentem a vontade fazendo transações online).

Entrando de cabeça na rede

A Big N parece estar levando a sério o lançamento de seus jogos pela loja online: disse que todos os seus games serão lançados em mídia física e por distribuição digital a partir de "New Super Mario Bros. 2", que sai em agosto. Ou seja, os novos "Animal Crossing" e "Brain Age", além dos títulos para Wii U, sairão nesses dois formatos.

Parece que agora todos estão de olho na estrutura online dos videogames da Nintendo. Em agosto sai o RPG "Dragon Quest X", em que é necessário pagar mensalidade para jogar (são 1 mil WiiPoints por mês). O game vem na cola de "Monster Hunter 3" para Wii, que ainda hoje rende um bom dinheiro para a Capcom.

Dragon Quest X Online
Dragon Quest X Online
#dev_albumEmbed015('tagalbum','54391+AND+16797')

Start