PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Em apenas 4 meses, TV paga já perdeu meio milhão de assinantes

Situação do setor de TV paga no Brasil e no mundo é de arrancar os cabelos - Getty Images
Situação do setor de TV paga no Brasil e no mundo é de arrancar os cabelos
Imagem: Getty Images
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

04/05/2021 00h18

Dando sequência a uma "espiral descendente sem fim", a TV por assinatura no Brasil fechou março com mais uma debandada em sua base de assinantes. Não é de surpreender.

Segundo dados da Anatel, no mês passado "evaporaram" mais 200 mil assinantes.

De fevereiro para março deste ano, o setor já havia perdido mais de 150 mil pontos. Em janeiro, outros 180 mil, como esta coluna informou.

Os números são realmente terríveis: desde dezembro do ano passado —em apenas quatro meses, portanto—, a TV por assinatura brasileira já perdeu mais de meio milhão de assinantes (para ser exato, 521.059 assinantes).

Em pouco mais de 5 anos já "desapareceram" mais de 5 milhões de pagantes (25% da base que existia no finalzinho de 2014).

Hoje são 14.307.659 brasileiros assinantes do serviço, diz a Anatel. E o setor caminha para encerrar 2021 —conforme esta coluna antecipou em janeiro— bem abaixo dos 14 milhões de pontos.

Notem: em meados do ano passado sua base de assinantes já havia voltado para o ano de 2012. E a queda não para

Dê sugestões para 'salvar' a TV paga

Todos nós já sabemos os motivos da fuga de assinantes e temos falado sobre isso o tempo todo nos últimos anos: crise econômica, desemprego, pirataria, expansão do streaming, a própria internet, mau atendimento, pacotes caros etc etc e tal.

Hoje faremos diferente.

A coluna pede a vocês que deem sugestões para "salvar" a TV paga. O que você faria para, se não recuperar quem já saiu, ao menos estancar a sangria de assinantes?

Dê sua opinião, cadastre-se e escreva no sistema de comentários do UOL, logo abaixo.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops