PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Sexy Hot libera hoje filme erótico adaptado para deficientes

Cena de "Sugar Daddy" filme erótico que ganhou adaptação com áudios e legendas descritivas no Sexy Hot - Divulgação
Cena de 'Sugar Daddy' filme erótico que ganhou adaptação com áudios e legendas descritivas no Sexy Hot Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

21/09/2020 00h09

No momento em que você lê (ou ouve) esta coluna o site do canal pago Sexy Hot está exibindo gratuitamente o inédito filme pornô nacional "Sugar Daddy".

Desde a 0h desta segunda (21), o filme já pode ser acessado gratuitamente e adaptado com áudio descritivo e legendas —para ampliar o acesso de deficientes auditivos e visuais.

É uma ação inclusiva e também um lembrete do canal adulto de que hoje é o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência.

O filme vai ficar liberado apenas até 23h59 desta segunda. Aí fica disponível só para assinantes do Sexy Hot ou para quem comprar pelo VOD na TV paga (serviço Now, por exemplo).

Ao menos 3% da população tem deficiência visual severa e 1,1%, auditiva, no Brasil.

Segundo dados do IBGE (2018) cerca de 6,7% dos 200 milhões de brasileiros declaram ter alguma deficiência.

"Os áudios e legendas descritivas permitem que pessoas cegas ou com baixa visão consigam compreender as cenas dos filmes. E as descrições, também na legenda, garantem um maior envolvimento às pessoas com deficiência auditiva", informa o Sexy Hot, por meio de sua assessoria.

O objetivo é garantir a inclusão a todos os amantes de pornô no Brasil.

O canal pretende adaptar todos os filmes do selo Sexy Hot Produções em 2020.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops