PUBLICIDADE
Topo

Vídeo mostra Sasha e marido em lancha com 'sheik' antes de processo

Sasha e o marido, João Figueiredo, aparecem em vídeo na lancha do "sheik das criptomoedas" - Reprodução/O Globo
Sasha e o marido, João Figueiredo, aparecem em vídeo na lancha do 'sheik das criptomoedas' Imagem: Reprodução/O Globo

Colaboração para Splash, em São Paulo

30/06/2022 12h57Atualizada em 01/07/2022 13h32

Um vídeo divulgado pelo jornal O Globo mostra Sasha Meneghel e seu marido, João Figueiredo, a bordo de uma lancha com Francisley Valdevino da Silva, conhecido como "sheik das criptomoedas". As imagens foram feitas antes de o casal entrar com um processo contra Francisley por dano moral e material alegando fraude. Sasha e João tiveram um prejuízo de R$ 1,2 milhão após caírem em um golpe do "sheik".

Na gravação publicada pelo jornal, é possível ver Sasha, João, Francisley e outras pessoas a bordo de uma luxuosa lancha Azimut 56, que tem 17 metros de comprimento e três cabines com cama, além de áreas de estar e jantar, espaço gourmet, cozinha e áreas externas para relaxamento. Na cena, também aparecem baldes com garrafas de vinho.

O grupo canta, animado, a música "Muleque de Vila", de Projota. Francisley está vestindo camiseta e bermuda e tem um par de óculos pendurado na roupa. Sasha aparece ao fundo, vestindo branco, assim como o marido. Meses antes, João gravou o clipe de "Nasce o Sol", dirigido pela filha de Xuxa, no estúdio da gravadora Sounder Records, vinculada na época ao grupo InterAG de Francisley, conhecido também como Francis da Silva.

"Locação de criptomoedas"

De acordo com o jornal, João e Francisley se conheceram na igreja evangélica Bola de Neve. Inicialmente, o cantor gospel investiu R$ 50 mil em criptomoedas e, após receber o pagamento pontual dos juros prometidos, convenceu Sasha a aplicar R$ 800 mil. Mais tarde, ela acrescentou mais R$ 400 mil ao investimento.

Como não tiveram o retorno prometido, Sasha e o marido entraram com um processo por dano moral e material alegando fraude. O processo corre na 14ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná.

Ao O Globo, o "sheik" disse que as empresas de seu grupo estão passando por uma reestruturação e, por isso, ele deixou de pagar os rendimentos mensais prometidos aos investidores. Em nota, ele afirmou que em outubro retomará os pagamentos.