PUBLICIDADE
Topo

Vocalista do Green Day xinga EUA e diz que renunciará à cidadania americana

Billie Joe Armstrong durante show em setembro de 2021 -  Kevin Winter/Getty Images
Billie Joe Armstrong durante show em setembro de 2021 Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Colaboração para Splash, em São Paulo

26/06/2022 16h37

O vocalista da banda Green Day, Billie Joe Armstrong, xingou os Estados Unidos e disse que está "renunciando à sua cidadania" por causa da revogação dos direitos ao aborto no país.

A declaração aconteceu durante um show na última sexta-feira (24), em Londres, antes dele começar a cantar "American Idiot", cuja letra é uma crítica à sociedade americana.

"F*da-se a América. Estou renunciando à minha cidadania. Estou vindo para cá", afirmou Armstrong à plateia. "Há muita estupidez no mundo para voltar a este país miserável", acrescentou como crítica à decisão da Suprema Corte dos EUA sobre o aborto.

Ele ainda disse que não "estava brincando" sobre sua declaração e que os britânicos iriam "ter muito" dele "nos próximos dias".

Armstrong é conhecido pelo forte posicionamento contra políticas dos EUA. Antes, ele já criticou publicamente o ex-presidente Donald Trump.

Outros artistas se manifestaram ao longo do fim semana contra a revogação do direito constitucional ao aborto legal, em vigor no país desde 1973. A decisão da Suprema Corte foi anunciada na sexta-feira.

A cantora Olivia Rodrigo foi uma das que criticou no palco a resolução. Durante sua apresentação no Festival de Glastonbury, no Reino Unido, ela convidou Lilly Allen para cantarem "F*ck you" (em português, "F*da-se") e dedicou a música aos magistrados da instância máxima da Justiça norte-americana.

Antes de cantar, ela disse que estava "devastada e apavorada" com os impactos que a resolução terá para as mulheres.

"Tantas mulheres e meninas vão morrer por causa disso e eu quero dedicar esta próxima música aos cinco membros da Suprema Corte, que nos mostraram que eles realmente não dão a mínima para a liberdade", declarou Olivia.