PUBLICIDADE
Topo

Amber Heard afirma ter perdido destaque em 'Aquaman 2' por culpa de Depp

Amber Heard acusou Johnny Depp de liderar "campanha difamatória" contra ela - Presley Ann/Getty Images
Amber Heard acusou Johnny Depp de liderar 'campanha difamatória' contra ela Imagem: Presley Ann/Getty Images

Colaboração para Splash

17/05/2022 13h46

A atriz Amber Heard, 36 anos, afirmou em mais um depoimento à Côrte americana que foi prejudicada na carreira através de ações orquestradas por seu ex-marido, Johnny Depp, 58, em meio à batalha judicial que entravam desde 2016.

Em declaração reproduzida pelo portal Indie Wire, Amber declarou que Depp liderou uma "campanha difamatória" contra ela por meio de sua rede de relações em Hollywood, iniciativa que teria resultado, inclusive, na redução de sua participação na continuação do longa "Aquaman".

"Recebi um roteiro inicial. Em seguida, me chegaram novas versões [do roteiro] que retiravam cenas importantes de ação, as quais mostravam minha personagem e outro personagem lutando um com o outro. Eles [roteiristas] basicamente cortaram muito do meu papel. Reduziram bastante", alegou.

"Eu tive que lutar muito para manter minha carreira. Perdi oportunidades. Fui dispensada de empregos e campanhas publicitárias. Lutei para manter meu emprego e a maior oportunidade de filme que tive até hoje, com 'Liga da Justiça' e a opção de [estrelar] 'Aquaman'", disse a atriz.

No primeiro "Aquaman", Amber Heard interpretou Mera, par romântico do protagonista, vivido por Jason Momoa. Ela foi contratada para reencarnar a personagem no inédito "Aquaman and the Lost Kingdom", cujo lançamento está previsto para 17 de março de 2023.