PUBLICIDADE
Topo

Atriz paga R$ 2,7 mi para bancar estudantes após ser presa por comprar vaga

A atriz Lori Loughlin - Getty Images
A atriz Lori Loughlin Imagem: Getty Images

Colaboração para Splash, em São Paulo

27/10/2021 17h22

Após seu envolvimento no escândalo de admissão em uma faculdade, a atriz Lori Loughlin está procurando "deixar o passado para trás", segundo informações do site americano Us Weekly.

Lori foi para a cadeia com seu marido depois de participar de esquema fraudulento para colocar suas filhas na Universidade do Sul da Califórnia. Após deixar a prisão, em dezembro do ano passado, a atriz decidiu pagar pela formação universitária de dois alunos, de acordo com o veículo.

Uma fonte disse ao US Weekly que ela cumpriu pena na prisão e completou seu tempo em liberdade condicional, prestou serviço comunitário e pagou todas as suas multas judiciais.

"Em privado, [ela] providenciou que dois alunos fizessem quatro anos de faculdade", acrescentou o insider, que também destacou que a artista pagou pelas mensalidades e outras despesas dos estudantes. Ao todo, ela teria desembolsado mais de 500 mil dólares (cerca de R$ 2,78 milhões) para auxiliar essas duas pessoas.

Dessa forma, Lori espera que possa seguir em frente. "[Ela sente] um estigma atribuído a ela por pessoas que não querem que ela tenha nenhum sucesso", disse o contato do site.

Em 2019, Loughlin e seu marido, Mossimo Giannulli, foram acusados de comprar vagas para suas filhas, Olivia Jade, 22, e Bella, 23, na Universidade do Sul da Califórnia.

Em março daquele ano, a dupla foi indiciada e se confessou culpada de acusações de fraude dois meses depois. Ela foi condenada a dois meses de prisão, enquanto seu marido foi condenado a cinco meses.