PUBLICIDADE
Topo

Ambicioso, genérico: o que os críticos estão falando de 'Eternos'

"Eternos", da Marvel - Marvel Studios/Divulgação
"Eternos", da Marvel Imagem: Marvel Studios/Divulgação

De Splash, em São Paulo

24/10/2021 16h39

Um elenco grandioso, uma diretora vencedora do Oscar e uma aposta para o futuro do Universo Cinematográfico Marvel após "Vingadores: Ultimato". Próximo longa dos estúdios a chegar aos cinemas —no próximo dia 4 de novembro, "Eternos" está dividindo a crítica internacional. Confira as reações.

O longa estrelado por Gemma Chan, Richard Madden, Kit Harington, Angelina Jolie e grande elenco acompanha a saga dos Eternos, uma raça de imortais que vivem há séculos na Terra e, secretamente, ajudaram a moldar a História e as civilizações. Criados por Jack Kirby, os personagens fizeram a primeira aparição nos quadrinhos em 1976.

Enquanto alguns críticos elogiam a intimidade da história elaborada por Chloé Zhao ("Nomadland"), outros consideram o ritmo da narrativa ruim e genérico. Leia abaixo.

Angelina Jolie como Thena, em 'Eternos' - Reprodução/Marvel - Reprodução/Marvel
Angelina Jolie como Thena, em 'Eternos'
Imagem: Reprodução/Marvel

Está claro que Zhao, ao assinar para fazer este projeto, decidiu deixar seu estilo expressivo de lado e abraçar as convenções expositivas da Marvel. Isso é um pouco decepcionante. Mesmo assim, a sensibilidade de Zhao, em um certo nível, está lá. Owen Gleiberman, da Variety

Será que esses filmes não conseguem fazer mais nada? É pedir demais querer que o cinema dominante no mundo agite um pouco as coisas e se desafie de uma forma mais significativa? David Ehrlich, do IndieWire

A atenção a personagens, dinâmicas de grupo e profundidade emocional faz o filme soar mais vivo em seus momentos mais quietos do que na rotineira ação em computação gráfica. Mas a profundidade dos sentimentos ajuda a conter a narrativa instável nessa nova vertente do MCU. David Rooney, do site The Hollywood Reporter

Eternos certamente não carece de ambição. Mas, por enquanto, a Marvel, encorajada pelo próprio sucesso, tentou alcançar as estrelas sem conseguir realmente chegar lá. Brian Lowry, da CNN.com

Você sai da sessão com aquele pensamento depressivo de ter acabo de assistir a um dos filmes mais interessantes que a Marvel já fez, torcendo para ser o filme menos interessante que Chloé Zhao já terá feito em toda a sua carreira. Justin Chang, do Los Angeles Times

Eternos mostra a Marvel cometendo os mesmos erros (heróis genéricos, efeitos visuais chatos, um filme inteiro como um prólogo para uma sequência, etc) que seus rivais. Scott Mendelson, da Forbes