PUBLICIDADE
Topo

Família de Brandon Lee apoia proibição de armas em sets após acidente fatal

Brandon Lee como protagonista do filme "O Corvo" - Divulgação
Brandon Lee como protagonista do filme "O Corvo" Imagem: Divulgação

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

22/10/2021 19h44

A família de Brandon Lee, morto em 1993 após ser atingido acidentalmente por um tiro durante as gravações do filme "O Corvo", apoia que o uso de armas cinematográficas seja proibido nos sets. A declaração se deu após o ator Alec Baldwin atingir duas pessoas durante as filmagens de "Rust". Uma das vítimas, a diretora Halyna Hutchins, não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, a irmã do artista, Shannon Lee, lamenta o novo incidente envolvendo armas de fogo em sets de filmagem e revela que a família é a favor da proibição. Ao ouvir a notícia da morte de Halyna Hutchins após ser atingida acidentalmente por Baldwin, a filha de Bruce Lee imediatamente procurou a própria família. "Estive em contato com minha mãe e com a noiva do meu irmão. (...) A história está alcançando muitas pessoas, está despertando muitas emoções - e frustrações", confessa.

Como os detalhes ainda não estão muito claros, Shannon diz que as grandes produtoras não podem esperar por um novo acidente para tomarem providências. "Existem regras que devem ser seguidas. Certamente não estou apontando o dedo para ninguém, porque isso seria a coisa errada a fazer. Mas não há razão para que algo assim aconteça. Meu coração está com Alec Baldwin. Sei do trabalho que ele terá para processar isso e tentar encontrar um pouco de paz em torno disso. E ainda mais para a família de Halyna Hutchins. (Passar por isso) É ter todo o seu mundo virado de cabeça para baixo. Deve haver compaixão por toda a dor que todos estão passando", aponta.

Regras e proibição

Shannon também fala que não vê a necessidade de armas, cenográficas ou não, nos sets. "Acho que, nos dias de hoje, com todos os efeitos especiais possíveis e toda a tecnologia, não há razão para ter armas que podem disparar um projétil de qualquer tipo. Não é necessário, e eu adoraria ver algumas mudanças sendo feitas em todo o setor. A noiva do meu irmão e eu conversamos sobre isso. Acho que gostaríamos de ter pensado em fazer isso 28 anos atrás, e adoraríamos fazer isso agora", observa.

Lee recorda a morte do irmão nas gravações, por um incidente parecido: "Haviam regras em vigor em 'O Corvo'. Infelizmente, houve descumprimento das regras. Eu não quero falar sobre o incidente em 'Rust', mas no acidente de Brandon, muitas regras não foram seguidas, o que levou à tragédia naquele set. Não precisava acontecer", lamenta. Brandon, inclusive, foi muito mencionado após a tragédia de "Rust". "É uma pena que esse seja o motivo para trazê-lo de volta ao primeiro plano. Mas, ao mesmo tempo, para ele ser lembrado, para ver aquela demonstração de amor por ele, é lindo. Esperançosamente, uma das coisas que resultam disso é que leve a uma mudança significativa", enfatiza, por fim.