PUBLICIDADE
Topo

Após criticar a Marvel, Denis Villeneuve diz que faria um filme do Batman

Denis Villeneuve disse que poderia dirigir um filme do Batman - Reprodução: YouTube
Denis Villeneuve disse que poderia dirigir um filme do Batman Imagem: Reprodução: YouTube

Colaboração para Splash

07/10/2021 15h05

O diretor Denis Villeneuve, de 54 anos, que atualmente promove seu mais recente filme "Duna", revelou que a única produção inspirada em um super-herói que ele comandaria seria o Batman, personagem das histórias em quadrinhos da DC Comics.

Em entrevista ao podcast "Happy Sad Confused", o cineasta, que recentemente fez duras críticas aos filmes da Marvel Comics, declarou que o bilionário Bruce Wayne é "provavelmente o único personagem com o qual eu poderia me identificar".

Segundo Villeneuve, sua percepção de que poderia dirigir um filme centrado no Homem-Morcego é "baseado no que eu li, como 'Asilo Arkham', que foi um livro com o qual tive contato já adulto".

"Para mim, [Batman] é o personagem com o qual eu me conectaria", completou.

Denis Villeneuve critica filmes da Marvel

No mês passado, em entrevista ao jornal El Mundo, Denis Villeneuve falou sobre a ressalva que alguns diretores nutrem pelos blockbusters, produções com orçamentos astronômicos e de caráter mais comercial, e explicou que, para ele, esses filmes podem ter "relevância artística", mas, especificamente sobre as produções do Universo Cinematográfico Marvel, ele acredita se tratar de um "cópia e cola" do outro.

"Talvez o principal problema em relação aos filmes da Marvel é que muitos deles sejam apenas copia e cola uns dos outros. Talvez esses tipos de filmes tenham nos transformado um pouco em zumbis. Mas filmes grandes e caros existem muitos hoje. Não me sinto nem um pouco capaz de ser pessimista [em relação aos blockbusters]", afirmou.

Nas redes sociais, a fala de Denis Villeneuve gerou críticas. Scott Derrickson, que dirigiu "Doutor Estranho" na Marvel, apontou a falta de ética do diretor de "Duna" e disse que "não se preocupa" em ficar criticando os trabalhos de seus colegas. Já Neil Blomkamp ("Distrito 9") foi mais direto e chamou o cineasta franco-canadense de "cuz@o do car@lho".