PUBLICIDADE
Topo

Estúdio gasta R$ 2 bi com novo 'Exorcista' e volta de atriz do original

Divulgação
Imagem: Divulgação

Colaboração para Splash, em São Paulo

26/07/2021 16h44Atualizada em 26/07/2021 23h54

A Universal Pictures e o serviço de streaming Peacock da NBCUniversal, em parceria com a Blumhouse e Morgan Creek, fecharam o acordo de R$ 2 bilhões para adquirir os direitos mundiais para a nova franquia "O Exorcista", com o retorno da atriz Ellen Burstyn, que irá reprisar o papel de mãe da filha possuída por um demônio. O primeiro filme tem estreia prevista para o dia 13 de outubro de 2023.

De acordo com o site Variety, a nova franquia "O Exorcista" será dirigida por David Gordon Green, que dirigiu "Halloween" de 2018, e estrelada por Leslie Odom Jr ("Hamilton"), que será o pai de uma criança possuída que buscará ajuda com Chris MacNeil, mãe de Reagan MacNeil, interpretada pela atriz Linda Blair em "O Exorcista" (1973).

Segundo o estúdio Universal Pictures, a franquia "O Exorcista" terá três filmes e é descrita como uma "continuação", ao invés de um remake do original de 1973, dirigido por William Friedkin e adaptado da obra do autor William Peter Blatty, que arrecadou mais de US$ 441 milhões de dólares, tornando-se o filme de terror de maior bilheteria em 44 anos. O longa também ganhou 10 indicações ao Oscar, incluindo o de melhor melhor atriz para Ellen Burstyn.

A atriz Ellen Burstyn não participou de nenhuma das sequências ou prequels anteriores como "O Exorcista 2: O Herege" (1977), "O Exorcista 3" (1990) e "O Exorcista: O Início" (2004) e "Domínio: Prequela do Exorcista" (2005).

Jason Blum fará a produção do filme em nome de Blumhouse. David Robinson e James Robinson produzirão para Morgan Creek. David Gordon Green, Danny McBride e Couper Samuelson serão os produtores executivos. Ryan Turek está supervisionando o projeto da Blumhouse.

Errata: o texto foi atualizado
Ellen Burstyn foi indicada ao Oscar de melhor atriz, e não atriz coadjuvante por 'Exorcista'. O texto foi corrigido.