PUBLICIDADE
Topo

Morre Frank McRae, ator de '007' e 'Rocky', aos 80 anos

13.06.1993 - Frank McRae durante première de "O Último Grande Herói", em Westwood (EUA) - Ron Galella Collection via Getty Images
13.06.1993 - Frank McRae durante première de 'O Último Grande Herói', em Westwood (EUA) Imagem: Ron Galella Collection via Getty Images

De Splash, em São Paulo

06/05/2021 10h07

Frank McRae, o ex-jogador de futebol americano que se tornou ator e marcou papéis em "007 - Permissão Para Matar" (1989) e "O Último Grande Herói" (1993), morreu no último dia 29 de abril, aos 80 anos, em decorrência de um infarto.

A informação foi confirmada hoje pela nora de McRae, falando à Variety.

McRae teve breve passagem pela NFL, a principal liga de futebol americano dos EUA, jogando pelo Chicago Bears e pelo Los Angeles Rams, mas sua grande paixão sempre foi a atuação — tanto que era formado em artes cênicas.

Nos anos 1970, ganhou destaque com participações em filmes de ação como "Shaft na África" (1973) e "Lutador de Rua" (1975). A amizade com Sylvester Stallone, enquanto isso, rendeu papéis em "F.I.S.T." (1978), "A Taberna do Inferno" (1978) e "Rocky 2: A Revanche" (1979).

McRae também contracenou com Sally Field em "Norma Rae" (1979); com Eddie Murphy em "48 Horas" (1982); com Chevy Chase em "Férias Frustradas" (1983); e com Patrick Swayze em "Amanhecer Violento" (1984).

Já em "007 - Permissão Para Matar", encarnou Sharkey, um amigo próximo de James Bond (Timothy Dalton) e Felix Leiter (David Hedison).

Nos anos 1990, tirou sarro de seus próprios papéis anteriores em filmes de ação com participações em paródias como "Máquina Quase Mortífera" (1993) e "O Último Grande Herói", ao lado de Arnold Schwarzenegger.

A última aparição de McRae nas telas foi no drama "O Amor Permanece na Alegria", lançado em 2006. O ator deixa um filho, Marcellus, e três netos.