PUBLICIDADE
Topo

Atriz de 'Boyhood' revela que seu pior date foi com condenado por estupro

Patrícia Arquette e Mark "Gator" Rogowski - Reprodução/Instagram
Patrícia Arquette e Mark "Gator" Rogowski Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em São Paulo

15/04/2021 08h37Atualizada em 15/04/2021 08h59

Patrícia Arquette, atriz que já participou de filmes como "Stigmata" e "Boyhood" - pelo qual ganhou um Oscar em 2015 — revelou no Twitter que o pior encontro romântico de sua vida foi com um condenado por estupro e assassinato.

O assunto surgiu quando Patrícia foi questionada no Twitter a respeito de pior "date" do qual conseguia lembrar. Muito franca, a atriz de 53 anos explicou toda a história por trás de seu encontro com o skatista Mark "Gator" Rogowski, famoso por ter vencido vários campeonatos internacionais nos anos 80, que atualmente cumpre prisão perpétua pelos crimes cometidos contra Jessica Bergsten em 1991.

"Segundo date. Skatista profissional. Muito fofo. Amigo de amigos. Demos uns amassos, mas algo na forma como ele me beijou acabou me deixou surtada. Passei um telefone falso. Anos depois, ele matou a namorada", explicou a artista, sem mencionar Rogowski pelo nome.

Depois, Patrícia escreveu em outro tuíte: "Moral da história - confie nos seus instintos".

Pouco depois, outra seguidora de Patrícia na rede social a respondeu dizendo que teve experiência semelhante com o beijo agressivo de um namorado. Patrícia, então, contou outro caso pelo qual passou: "Um outro cara foi assim também, me mordeu com tudo enquanto nos beijávamos, aí apertei o pescoço dele e mandei que ele nunca mais fizesse essa por** com um mulher outra vez".

Patrícia é notória defensora dos direitos das mulheres. Ao vencer o Oscar, fez um discurso histórico que foi intensamente aplaudido. "Para cada mulher que deu à luz. Para cada contribuinte e cidadão desta nação, nós lutamos pelos direitos iguais de todos os outros. É nossa hora de termos igualdade salarial de uma vez por todas e direitos iguais para as mulheres nos Estados Unidos da América", disse na ocasião.