PUBLICIDADE
Topo

Leonardo Rodrigues

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Pode molhar? Como limpar seus discos do jeito certo e salvar sua coleção

Limpeza de disco de vinil, fundamental para LPs usados - Reprodução/YouTube
Limpeza de disco de vinil, fundamental para LPs usados
Imagem: Reprodução/YouTube
Conteúdo exclusivo para assinantes
Leonardo Rodrigues

Leonardo Rodrigues é jornalista do UOL, com passagem pela Folha de S.Paulo. Também é colecionador de LPs e luta para que, um dia, toca-disco deixe de ser confundido com vitrola.

Colunista do UOL

25/10/2021 04h00

Um dos maiores desafios do colecionador do Brasil, terra dominada por discos usados, é encontrar bons LPs em estado de conservação satisfatório por preço inferior ao valor de um rim. Por causa disso, por vezes recorremos a vinis minimamente arranhados ou imundos para não irmos à falência. Quem nunca?

Sobre o primeiro item, os arranhões, infelizmente não há muito o que ser feito. Mas a boa notícia é que é possível melhorar sensivelmente a condição de seu disco comprado em sebo, retirando chiados e estalos indesejados advindos da sujeira, gordura e microorganismos.

A palavrinha mágica não poderia ser outra: "limpeza". E a melhor parte é que ela é extremamente simples. Pode ser feita por qualquer pessoa sem a necessidade de adquirir kits que parecem engenhocas vendidas por preços salgados.

Vamos lá: o que é preciso ter?

Apenas um disco sujo + um detergente (de preferência neutro, embora não faça tanta diferença assim) + um pacote de algodão hidrófilo (aqueles de bolinha que vendem em farmácias e não se partem em contato com água).

E o que é preciso fazer com eles?

Limpeza de disco de vinil - Leonardo Rodrigues/UOL - Leonardo Rodrigues/UOL
Imagem: Leonardo Rodrigues/UOL

1. Primeiro, vá até a pia da sua cozinha ou banheiro e abra a torneira com o disco embaixo. Encharque bem os dois lados. Pode molhar o selo? Sim. Ele não estraga. Mas não despeje água diretamente nele e não pense em esfregá-lo.

Limpeza em disco de vinil - Leonardo Rodrigues/UOL - Leonardo Rodrigues/UOL
Imagem: Leonardo Rodrigues/UOL

2. Depois, com o disco molhado, faça um círculo de detergente em sua superfície. Agora use o algodão para espalhar o líquido sobre em movimentos circulares, seguindo a direção os sulcos, nem muito fortes nem muito fracos. O suficiente para limpá-los.

Limpeza em disco de vinil - Leonardo Rodrigues/UOL - Leonardo Rodrigues/UOL
Imagem: Leonardo Rodrigues/UOL

3. Faça o procedimento acima durante um minuto ou até todas as marcas superficiais de sujeira desaparecerem. Em seguida, enxágue o disco com bastante água, para retirar todo o detergente --isso é importante, já que resíduos interferem na audição. Você pode passar o dedo levemente sobre o disco para sentir que ele se foi.

Limpeza de discos de vinil - Leonardo Rodrigues/UOL - Leonardo Rodrigues/UOL
Imagem: Leonardo Rodrigues/UOL

4. Deixe o disco secando na vertical por algumas horas, em um escorredor ou em qualquer objeto que cumpra essa função. Nada de sol direto, que pode empenar nosso amigo. E pronto. Agora é só colocá-lo para tocar e ser feliz outra vez.

Você realizou perfeitamente tudo isso, e o disco continua estalando e "fritando ovo"?

Colecionador, calma. Acontece. Caso o LP não esteja em estado deplorável, com arranhões profundos —faça o teste posicionando-o diretamente contra a luz de uma lâmpada—, é provável que a sujeira ainda esteja presente incrustada no interior do sulco.

sim. Se você ainda não percebeu, o vinil é feito de pequenas ranhuras pelas quais a agulha passa enquanto capta vibrações que serão convertidas em sinal sonoro, que saem lindamente do seus alto-falantes.

No exemplo descrito mais acima, será então necessária uma limpeza mais profunda. Minha dica: como nem todo mundo pode ter uma cara máquina de sucção a vácuo, lave os discos e, na sequência, tente o método da cola de madeira, que já testei e expliquei detalhadamente aqui.

Resumidamente: é só passar a cola no LP, com o toca-discos girando, e espalhá-la com uma "pá" até formar uma camada uniforme. Deixe então secar por cerca de 10 horas e repita o processo do outro lado. Tire a "casca" que se formou e perceba a magia: o LP tocará mais brilhante e limpidamente, com muito menos interferências e ruídos de superfície.

Como já mencionei, o combo detergente + cola de madeira, com sua curiosa "máscara" de limpeza profunda, é capaz de pequenos milagres. Experimente. Seus discos agradecerão.

Aliás, cuide bem deles para evitar arranhões, porque nada do que foi exposto nesta coluna os fará desaparecer. Nenhum amante de mídia física e seus primores auditivo-analógicos quer um disco arranhado em mãos. A qualidade da música deveria vir sempre em primeiro lugar.

Você tem ressalvas ou outras boas dicas de limpeza? Então compartilhe a crítica ou sugestão escrevendo nos comentários ou mandando uma mensagem para mim no Instagram (@hrleo) ou Twitter (@hrleo_).

E até a próxima datilografada!