PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


Posse de Bola #78: Briga pelo Brasileiro, Libertadores e eleição corintiana

Do UOL, em São Paulo

30/11/2020 12h35

O Campeonato Brasileiro conclui hoje a sua 23ª rodada com os jogos entre Vasco e Ceará e entre Fluminense e Red Bull Bragantino, e mesmo com times tendo jogos a menos, a classificação aponta uma disputa bastante equilibrada pelas primeiras posições, com a proximidade entre oito clubes.

No podcast Posse de Bola #78, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam a disputa dos primeiros colocados no Brasileirão e se a proximidade e entre Atlético-MG, São Paulo, Flamengo, Internacional, Palmeiras, Santos, Fluminense e Grêmio permanecerá nas próximas rodadas da competição.

Juca Kfouri acredita que o Fluminense e o Santos não devem conseguir se manter na briga até o final do campeonato, vê o São Paulo jogando melhor, mas ainda considera que o Flamengo é o principal favorito e vai conseguir retomar o bom futebol sob o comando de Rogério Ceni.

"Nem o tricolor mais tricolor acreditava que isso fosse possível a essa altura do campeonato, que o Fluminense estivesse brigando no G4. Mas eu não sei, acho que em um determinado momentos os limites aparecerão, porque o elenco curto, embora com uma garotada, com uma mescla interessante com veteranos", diz Juca.

"Eu continuo na minha rodada de que o Flamengo é o grande favorito. Acho que o Flamengo está em vias de reembalar, e no que embalar, vai botar alguns corpos na frente. Mas quem tem jogado a meu ver o melhor futebol no momento é o São Paulo aos segundos tempos, porque Diniz é de uma coragem irracional, para quem o acusava pouco tempo atrás de ser de uma coerência que beirava a teimosia", completa.

Mauro Cezar Pereira vê as trocas de técnicos nos clubes e os efeitos da pandemia no calendário do futebol brasileiro como motivos para o equilíbrio e uma pontuação inferior dos líderes do Brasileirão em relação ao ano passado. Mas ele não acredita que o equilíbrio se mantenha até o final da competição.

"Você vê que loucura, quem não trocou de técnico foi o São Paulo e foi o Grêmio, o Palmeiras trocou, o Flamengo trocou, o Inter trocou, o Atlético-MG também não trocou no campeonato, mas trocou nesse ano, o Sampaoli chegou antes do Brasileiro, ainda no Campeonato Mineiro, mas chegou esse ano, não está desde o ano passado, então são muitas mudanças, acho que isso cria essa confusão, com todo mundo muito mais próximo do que o normal e uma certa imprevisibilidade", analisa Mauro Cezar.

"A média, o aproveitamento é menor e essa temporada com covid também, você perde um monte de jogadores de uma hora para outra e afeta todo mundo, especialmente os times que têm menos elenco e tudo mais, desde o Goiás na primeira rodada até agora. Acredito que quando chegar na virada do ano, 27ª, 28ª rodada, não vai ter esse bolo todo, aí acho que deve desgarrar quem realmente vai brigar pela taça", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.