PUBLICIDADE
Topo

Sobrevivente de acidente aéreo, Tuka Rocha já se salvou de carro em chamas

Tuka Rocha durante as 500 Milhas de Kart da Granja Viana 2017 - Greg Salibian/Folhapress
Tuka Rocha durante as 500 Milhas de Kart da Granja Viana 2017 Imagem: Greg Salibian/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

16/11/2019 04h00

Sobrevivente numa queda de um bimotor em um resort do município de Barra Grande, na Bahia, o piloto Tuka Rocha já havia escapado de um assustador episódio quando corria pela Stock Car. Em 2011, ele se viu obrigado a saltou de um carro em movimento enquanto o veículo pegava fogo.

Paulista de 36 anos, Tuka Rocha correu na Fórmula 3000 em 2004, pilotou o carro do Flamengo na Fórmula Superliga em 2008, além de competir entre 2011 e 2016 na Stock Car, a principal categoria do automobilismo brasileiro.

Em sua temporada de estreia na Stock Car, em 2011, Rocha pilotava para a equipe Vogel Motorsport durante a etapa do Rio de Janeiro, no autódromo de Jacarepaguá - onde hoje fica o Parque Olímpico que recebeu os Jogos Rio-2016 -, quando seu carro começou a pegar fogo na parte traseira.

Como ainda era início de prova - estava apenas na segunda volta -, o tanque de combustível estava cheio e o fogo logo consumiu boa parte do carro. O piloto percebeu que o carro tinha problemas na parte traseira, mas demorou um pouco para notar o fogo pelo espelho retrovisor. No desespero, Tuka Rocha abriu a porta e se jogou do carro em movimento, sendo atendido logo em seguida devido à fumaça inalada.

O piloto passou dois dias na UTI depois do incidente e declarou à época que teria morrido se não tivesse saltado do carro em movimento.

"Foi o tempo de virar para olhar no retrovisor, e o fogo já estava pegando muito forte, explodindo, me queimando. Nessa hora, eu tive que ter muita calma, porque ali não tinha chance de errar. Tive que pensar em fazer tudo", contou o piloto ao UOL na época. "Tinha certeza que ia morrer, era muito fogo, muita fumaça, derreteu meu capacete. Mas fiquei muito calmo e consegui fazer tudo certo. Saí daquele filme de terror, era uma cena do inferno."

Tuka Rocha saltou do carro em movimento durante corrida da Stock Car em 2011 -  Marcos Velloso/Photocamera -  Marcos Velloso/Photocamera
Tuka Rocha saltou do carro em movimento durante corrida da Stock Car em 2011
Imagem: Marcos Velloso/Photocamera

Rocha conseguiu sua única vitória na Stock Car durante a temporada 2015, pela etapa de Ribeirão Preto (SP). Atualmente ele dá aulas de pilotagem para crianças no kartódromo Speedland, na zona leste de São Paulo, em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

O acidente aéreo

Tuka Rocha estava a bordo de um avião bimotor Cessna Aircraft modelo 550 que caiu na tarde de quinta-feira, por volta das 14h, em Maraú, no sul da Bahia. A aeronave decolou em Jundiaí e se preparava para pousar na pista do resort Eco-Luxury.

Uma das passageiras do vôo, a jornalista Marcela Elias, morreu no acidente e nove pessoas ficaram feridas.

Além de Tuka Rocha, os sobreviventes são Eduardo Elias, Eduardo Brandão, Marcelo Constantino Alves, Marie Cavelan, Fernando Oliveira e o piloto Aires Napoleão Guerra. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Geral do Estado e o Hospital Municipal de Salvador, ambos na capital baiana.

Tuka Rocha está entubado para se recuperar de intoxicação causada pela inalação de gases tóxicos e de queimaduras superficiais em 80% do corpo. Ele passou por cirurgia durante a madrugada de sexta-feira para a limpeza das queimaduras.

Esporte