PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Argentina e Chile abrem grupo A da Copa América com empate

15/06/2021 07h07

Rio de Janeiro, 14 jun (EFE).- Em uma das principais rivalidades recentes da Copa América, Argentina e Chile se enfrentaram nesta segunda-feira no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro, na abertura do grupo A do torneio continental, e empataram em 1 a 1.

As duas seleções se enfrentaram na final em 2015, em Santiago, e em 2016, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, e nas duas ocasiões os chilenos levaram a melhor nos pênaltis. Em 2019, disputaram o terceiro lugar, e a bicampeã mundial venceu na Arena Corinthians, em São Paulo. Hoje, Messi marcou de falta, e Vargas, do Atlético-MG, igualou em rebote de pênalti cobrado por Vidal.

Além de Vargas, 'La Roja' contou com outros dois jogadores de clubes brasileiros, o lateral-direito Isla, do Flamengo, e o meia Pinares, do Grêmio. Também estiveram em campo o volante Aránguiz, com passagem pelo Internacional, e o lateral-esquerdo Mena, que defendeu Santos, Cruzeiro, São Paulo, Sport e Bahia.

O grupo A tem ainda Bolívia e Paraguai, que medirão forças ainda hoje no Estádio Olímpico de Goiânia, e o Uruguai, que folga nesta primeira rodada.

A Argentina começou a partida melhor e atacando mais, mas parava em boa atuação do goleiro Bravo, que fez pelo menos três grandes defesas nos 30 primeiros minutos de bola rolando no Rio.

Até que aos 32 Pulgar derrubou Lo Celso com um carrinho por trás, Messi cobrou falta no canto esquerdo alto e fez 1 a 0. Lautaro Martínez poderia ter ampliado quatro minutos depois, mas, cara a cara, pegou de tornozelo e mandou para fora.

'La Roja' voltou mais incisiva para o segundo tempo e obteve o empate. Aos sete minutos, Vargas foi lançado por Pulgar e chutou para defesa de Emiliano Martínez, e no rebote Tagliafico travou Vidal.

Foram necessários mais de cinco minutos até que o colombiano Wilmar Roldán, com a ajuda do árbitro de vídeo, marcasse pênalti. Vidal cobrou e o goleiro pegou, mas Vargas deixou tudo igual na sobra.

Depois disso, o jogo ficou lá e cá, mas sem oportunidades mais claras de desempate. Aos 25 minutos, Messi recebeu de González e concluiu por baixo, mas Bravo pegou. Aos 33, o próprio González ficou livre na esquerda da área, mas preferiu tocar em vez de chutar e desperdiçou o ataque.

As duas seleções voltarão a campo na próxima sexta-feira. O Chile enfrentará a Bolívia na Arena Pantanal, em Cuiabá. Já a Argentina disputará o clássico do Rio da Prata contra o Uruguai no Estádio Nacional Mané Garrincha.

Esporte