PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Justiça procura mulher que esconde fogos em menina antes de River-Boca

24/11/2018 23h40

Buenos Aires, 24 nov (EFE).- A Justiça procura identificar uma mulher vista em um vídeo escondendo fogos em uma menina para supostamente levá-los ao estádio onde ia acontecer a final da Taça Libertadores, que foi adiada devido aos ferimentos sofridos por jogadores do Boca Juniors após serem agredido por torcedores do River Plate.

Fontes da Promotoria de Buenos Aires encarregada de investigar os distúrbios que aconteceram na entrada do estádio Monumental de Nuñez, onde ia acontecer a partida de volta da final da Libertadores entre ambas as equipes, explicaram que até o momento são 30 os detidos por atentado e resistência à autoridade, assim como por danos agravados à propriedade pública.

A Justiça procura uma mulher que aparece em um vídeo, viralizado nas redes sociais, no qual é vista de costas usando fita adesiva para esconder fogos no corpo de uma menina, cercada de torcedores com camisas do River.

Esporte