PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Grêmio encara 1º duelo com exterminador de brasileiros na Libertadores

24/10/2017 15h44

Guayaquil (Equador), 23 out (EFE).- O Grêmio, único brasileiro que sobreviveu entre oito representantes na edição 2017 da Taça Libertadores, visitará nesta quarta-feira o Barcelona, no estádio Monumental Isidro Romero, em Guayaquil, para o primeiro jogo das semifinais.

Na ordem, foram eliminados Flamengo, Chapecoense, Atlético Mineiro, Palmeiras, Atlético Paranaense, Santos e Botafogo. O time da Estrela Solitária, aliás, caiu na competição, justamente, após encontrar com o Tricolor Imortal nas quartas de final.

Na partida de ida, no Estádio Olímpico Nílton Santos, o time carioca e o gaúcho empataram sem gols. No jogo de volta, a classificação do Grêmio veio graças a gol do atacante paraguaio Lucas Barrios, marcado aos 17 minutos do segundo tempo.

Agora, o time comandado por Renato Gaúcho terá pela frente um verdadeiro exterminador de brasileiros, afinal, o Barcelona passou pelo Palmeiras nas oitavas de final, vencendo nos pênaltis, após cada um vencer um duelo por 1 a 0, e pelo Santos, nas quartas, com direito a vitória na Vila Belmiro pelo placar mínimo.

Antes dos confrontos eliminatórios, na fase de grupos, o time de Guayaquil, que conta com o zagueiro e volante Gabriel Marques, ex-Atlético Paranaense, já tinha encarado o Botafogo, empatando em 1 a 1, no Equador, e vencendo por 2 a 0, em pleno no Rio de Janeiro.

O jogador brasileiro, aliás, é um dos desfalques no time comandado pelo técnico uruguaio Guillermo Almada, por estar suspenso em três jogos, devido revidar com um tapa a cusparada que levou do atacante Bruno Henrique, no segundo duelo com o Santos.

Outro que não estará no duelo com o Grêmio é o uruguaio Jonatan Álvez, artilheiro do Barcelona na competição, com cinco gols. O jogador também foi expulso na Vila Belmiro, por acertar cotovelada no volante Alison. Para piorar, o zagueiro Darío Aimar e o atacante Ely Esterilla estão vetados pelo departamento médico.

Um dos que ganhará vaga na equipe titular é o atacante argentino Ariel Nahuelpán, que passou por Coritiba e Internacional, arquirrival do Grêmio, no ano passado.

No Tricolor, Renato Gaúcho vem fazendo mistério e só confirmará o 11 inicial pouco antes do duelo. A principal dúvida é quanto a presença do volante Michel, que passou há cerca de três semanas por cirurgia no joelho esquerdo.

O jogador não participou de todo o treino da equipe na segunda-feira, já no Monumetal, em Guayaquil, palco do jogo, e pode ser substituído por Jaílson e Cícero, se conseguir não atuar.

Para a partida desta quarta-feira, uma das novidades será o auxílio de vídeo para o trio de arbitragem, formado pelos argentinos Néstor Pitana, e os auxiliares Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

De frente para a tela, estarão o peruano Diego Haro e o argentino Mauro Vigliano. A dupla poderá tirar dúvidas sobre a validade de gols, marcações de pênalti, expulsões diretas de um jogador e casos em que houver confusão para identificar um atleta.



Prováveis escalações:.

Barcelona: Banguera; Velasco, Mena, Arreaga e Pineida; Minda, Oyola, Ayoví e Díaz; Vera e Ariel Nahuelpán. Técnico: Guillermo Almada.

Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel (Jaílson), Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho; Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Arbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti.

Estádio: Monumental Isidro Romero, em Guayaquil (Equador).

Esporte