PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jogos da Copa Argentina têm bombas, agressões e até ataque de gandula

15/02/2017 17h31

Buenos Aires, 15 fev (EFE).- O jogo da Copa Argentina entre Güemes e Estudiantes de Río Cuarto, ambos da quarta divisão do país, foi suspenso nesta terça-feira, por causa do temor de tragédia, no mesmo dia em que outra partida do torneio teve confusão generalizada no gramado, com um time inteiro indo parar na delegacia.

Os problemas registrados durante os confrontos válidos pela segunda fase preliminar da competição, provocaram repercussão negativa, em momento que o futebol argentino atravessa grave crise financeira, devido o fim do programa estatal de compra de direitos de televisão e a falta de um novo parceiro.

O jogo entre Güemes e Estudiantes foi suspenso por "falta de garantias" de segurança no estádio do primeiro, localizado na província de Santiago del Estero. A decisão foi tomada depois que a torcida da casa lançou uma bomba no campo, quase acertando um atleta do time visitante.

Pouco antes, chegou a ser registrada invasão de campo por integrantes de organizada da equipe anfitriã. Os policiais que atuavam na partida conseguiram contar o tumulto inicial.

Outro incidente aconteceu durante o duelo entre Central Norte e Talleres, de Perico, também ambos da quarta divisão, que terminou com verdadeira batalha campal, após a vitória da equipe visitante por 1 a 0, que valeu classificação.

Em imagens divulgadas nesta quarta-feira e que correram a Argentina, um gandula é flagrado agredindo um jogador do Talleres, logo depois do apito final. Um outro atleta da equipe de Perico tomou as dores do companheiro, revidou, mas acabou atacado por outro gandula e um torcedor do Central Norte.

Depois da partida, todo o elenco do Talleres se encaminhou para a delegacia, ficando uma hora prestando esclarecimentos. A confusão, acabou resultando na detenção de três menores de idade.

Esporte