PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiro reconquista título de principal evento de MMA da Ásia

Ag, Fight

Ag. Fight

26/01/2019 11h41

O cinturão mosca (61 kg) do ONE Championship, maior evento de MMA da Ásia, é novamente brasileiro. Adriano Moraes venceu Geje Eustaquio na última sexta-feira (25), em Manila (FIL) e reconquistou o título, que lhe havia sido tomado justamente pelo filipino em junho do ano passado. Desta vez, 'Mikinho' foi superior na maioria dos rounds e conseguiu uma decisão unânime a seu favor.

O principal momento da luta foi o 'Suloev Stretch' aplicado por Moraes no quarto assalto. Apesar de o brasiliense de 29 anos ter esticado bastante a perna do oponente e feito corretamente a alavanca - o que provoca um doloroso hiperalongamento do músculo posterior da coxa -, Eustaquio mostrou uma flexibilidade rara e conseguiu se manter no combate. 

O último round teve novo domínio do brasileiro, que derrubou Geje e o manteve sob controle. A estratégia menos ousada, provavelmente, foi resultado do cansativo assalto anterior, que teve muitas mudanças de posição no solo. No fim das contas, como já havia sido melhor do que o adversário em grande parte do confronto, Adriano levou a vitória. Isso porque, no ONE, o julgamento dos árbitros laterais é feito sobre a luta como um todo, e não round a round, como nas principais organizações de MMA do mundo. Outra diferença em relação aos shows do ocidente é o peso que delimita cada categoria: palhas (57 kg), moscas (61 kg) e galos (66 kg) levam os nomes que, em eventos mais tradicionais, são das divisões mosca, galo e pena, respectivamente.

O evento da última sexta também foi marcado pela abertura do GP dos leves (70 kg). O mata-mata entre oito lutadores, que tem como maior estrela o ex-campeão do UFC Eddie Alvarez, começou com um duelo entre Honorio Banario, das Filipinas, e Lowen Tynanes, dos Estados Unidos. Apesar de contar com o apoio da torcida, Banario não resistiu ao poderoso jogo de chão do americano, que encaixou a posição do crucifixo, soltou muitas cotoveladas e provocou a interrupção do árbitro ainda no primeiro round. Tynanes vai enfrentar o vencedor de Alvarez e Timofey Nastyukhin, que lutam em março. 

Esporte