PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cejudo ironiza físico de Dillashaw: "Parece um corredor de cross country"

Ag. Fight

15/01/2019 15h16

Recentemente, T.J. Dillashaw postou uma foto que impressionou seus fãs e os amantes de MMA, uma vez que sua estrutura corporal está bem diferente da habitual. E não é para menos. Campeão dos pesos-galos (61 kg), o americano desceu de categoria para tentar conquistar o cinturão dos moscas (57 kg), que hoje pertence a Henry Cejudo, e exibe físico mais enxuto do que o normal. E o campeão olímpico de wrestling não deixou a oportunidade passar e tirou sarro da aparência de seu rival.

Em participação no programa de TV 'The MMA Hour' nessa segunda-feira (14), Cejudo alfinetou o estado atual de T.J. e garantiu que seu rival irá sentir o desgaste do corte de peso durante o combate. A superluta entre os dois está marcada para o próximo sábado (19), como combate principal do UFC Brooklyn (EUA) - card que inaugura a parceria de transmissão do Ultimate com a 'ESPN'.

"Pessoalmente, acho que ele se parece com o Pee-wee Herman (personagem franzino interpretado pelo comediante Paul Reubens) se você me perguntar. Do jeito físico, eu realmente sinto que ele se parece com o Pee-wee Herman. Eu pensei que ele estaria com um pouco mais de massa (muscular), mas acho que não. Ele não está tão bem. Parece que ele precisa de um copo de água. Ele parece um corredor de cross country", declarou Henry, antes de comentar as consequências do corte de peso de seu adversário.

"Ele batendo o peso ou não, lutaremos no sábado à noite, então ele pode fazer o que quiser. Qualquer um pode falar que consegue bater o peso. Mas se você nunca cortou para 57 kg - eu sei como é bater essa marca, todo peso-mosca de verdade sabe a sensação de eliminar aqueles 4,5 kg extras. Ele vai sentir isso no sábado, e vou expor isso", completou o medalhista de ouro nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.

No entanto, as dificuldades em bater o novo peso não parecem abalar T.J., que possui planos ambiciosos para seu futuro. O lutador declarou que possui o desejo de subir de categoria e desafiar o atual campeão dos penas (66 kg) Max Holloway para outra superluta. Mas, de acordo com Cejudo, Dillashaw está fora de si.

"Eu acho que ele é ridículo. O corte de peso realmente tirou um parafuso da cabeça dele, é o que eu acho. Ele não consegue pensar direito", alfinetou o atual campeão peso-mosca do UFC.

Além da luta principal válida pelo cinturão até 57 kg, o UFC Brooklyn conta com a presença de três brasileiros em ação. Ariane Lipski, Vinicius 'Mamute' e Glover Teixeira entram no octógono para defender as cores verde e amarela neste sábado.

 

Esporte