PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Derrotado após 3h46, Monteiro encerra aprendizado com eliminação doída

Thiago Monteiro deixa a quadra após derrota na estreia do Aberto dos EUA - Fernando Narazaki/UOL
Thiago Monteiro deixa a quadra após derrota na estreia do Aberto dos EUA Imagem: Fernando Narazaki/UOL

Fernando Narazaki

Do UOL, em Nova York (EUA)*

31/08/2017 04h00

O Brasil encerrou a sua participação no Aberto dos EUA com quatro derrotas em quatro jogos e a última acabou sendo a mais doída da participação nacional. Após 3h46 de partida, Thiago Monteiro foi superado pelo tunisiano Malek Jaziri por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (7-5), 4/6, 6/3, 5/7 e 6/4.

Derrotado, Monteiro saiu aplaudido por uma dezena de torcedores brasileiros que assistiram ao jogo na quadra 4 do complexo de Flushing Meadows nesta terça-feira. Aos gritos de Thiago, ele acenou, deu autógrafos a garotos que esperavam na saída da quadra e deixou Nova York com a sensação de dever cumprido.

“Foi por pouco. O Jaziri é um cara experiente (tem 33 anos) que sacou bem. Tive ainda minhas chances, mas ela (a vitória) escapou por detalhes”, avaliou o tenista de 23 anos, que pôde disputar pela primeira vez os quatro torneios de Grand Slam em uma mesma temporada. E ironicamente a competição predileta de Monteiro foi Wimbledon, disputado na grama, piso de difícil acesso para o tenista no Brasil.

“É até engraçado isso, pois foi em Wimbledon que me senti melhor. Foi o torneio que joguei melhor mesmo tendo uma curta adaptação. Não disputei nenhum torneio na grama e fui aprendendo com os treinos. Percebi que a bola quica mais rápido e permite um jogo mais rápido e agressivo, que encaixa mais com o meu estilo”, analisou.

Em Wimbledon, Monteiro caiu na segunda rodada para o russo Karen Khachanov por 3 sets a 1, com parciais de 3/6, 7/6 (7-5), 7/6 (7-3) e 7/5. “Foi um jogo bem apertado, tive minhas chances também e vi que Wimbledon é um torneio diferente. Dos quatro Slams, foi o meu preferido e espero usar este aprendizado deste ano para melhorar no ano que vem”.

O brasileiro foi eliminado na estreia no Aberto da Austrália (derrotado pelo francês Jo-Wilfried Tsonga) e na segunda rodada em Roland Garros (caiu diante do francês Gael Monfils). Na temporada, o melhor resultado de Monteiro foi as quartas de final no Aberto do Rio de Janeiro.

Além de Monteiro, o Brasil teve Thomaz Bellucci (perdeu para o alemão Dustin Brown por 3 sets a 0), Rogério Dutra Silva (caiu diante do alemão Florian Mayer por 3 sets a 1) e Bia Haddad (eliminada pela croata Donna Vekic por 2 sets a 0)

* O jornalista viajou a convite da ESPN

Tênis