PUBLICIDADE
Topo

Esporte

De break dance a eSports, o que já foi cogitado como esporte olímpico

REUTERS/Ricardo Moraes
Imagem: REUTERS/Ricardo Moraes

Do UOL, em São Paulo

04/03/2019 11h00

Não é exagero dizer que os Jogos Olímpicos de 2020, em Toquio, contarão com competições que nenhuma outra edição do evento realizou até hoje.

Em agosto de 2016, o Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou a inclusão de modalidades como skate, surfe e escalada no programa olímpico para 2020. Presentes nos programas dos Jogos Pan-Americanos, o beisebol, o softbol e o caratê também estarão na capital francesa.

A inclusão de modalidades em Olimpíadas a cada quatro anos envolve muitas questões - não apenas esportivas, mas também políticas e culturais. De tempos em tempos, o COI se vê envolvido com pedidos de esportes que se candidatam a brigar por uma vaga na maior competição poliesportiva do mundo. Nem sempre, é claro, com sucesso.

Se você está acostumado a atletismo, natação, vôlei, basquete e canoagem, por exemplo, é bom se acostumar com que pode vir por aí. O UOL Esporte lembra aqui o que já foi cogitado como modalidade olímpica - afinal, vai saber se uma ou outra não acaba pintando mesmo.

As disputas pelas disputas

  • Break dance

    Tony Estanguet, ex-canoísta e atual presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2024, quer que o COI inclua a disputa do break dance na competição em Paris. A ideia é que o esporte deixe a Olimpíada "mais urbana" e "mais artística". Parece improvável? Pois saiba que o break foi disputado nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2018, em Buenos Aires.

  • Automobilismo

    Por incrível que pareça, o automobilismo já foi esporte olímpico - mas lá em 1900, e somente naquela edição. No entanto, vira e mexe a discussão sobre a inclusão de corridas de carros nas Olimpíadas vem à tona. Em 2012, a FIA foi reconhecida pelo COI, mas o próprio presidente da entidade disse que os esportes a motor "não serão incluídos no programa olímpico". Fim do sonho? Nada disso: os Jogos Olímpicos da Juventude de 2018 realizaram uma disputa de kart de duplas mistas, mas apenas como esporte de exibição.

  • MMA

    A possibilidade foi aventada em 2016 pelo presidente do UFC, Dana White. "Eles (Jogos Olímpicos) têm judô, que usa finalizações. Eles têm boxe, que pode socar no corpo e na cabeça. Eles têm taekwondo, que você pode chutar e socar. Tudo o que nós fazemos já está nos esportes olímpicos, então faz sentido", disse, em entrevista à ESPN. Por enquanto, só rumores. Leia mais

  • Wakeboard

    Em fevereiro de 2013, o COI anunciou que as lutas (livre e greco-romana) seriam cortadas do programa para os Jogos de 2020, provocando uma repercussão muito negativa - afinal, com a exceção de Paris-1900, a modalidade esteve presente em todas as edições da competição. Mais tarde, as lutas foram incluídas em uma pré-lista de oito esportes que brigariam por vagas para 2020. Em maio, cinco esportes foram cortados - entre eles, o wakeboard. Da lista de "finalistas", as lutas acabaram eleitas e seguiram nas Olimpíadas. Curiosamente, caratê e escalada também haviam sido descartadas em maio de 2013, mas foram incluídas em 2020 graças a um acordo do COI com os organizadores locais, que defenderam a popularidade da disputa entre os japoneses.

  • Boliche

    Quando o COI abriu a possibilidade de comitês organizadores locais "oferecerem" modalidades para seus respectivos jogos, Tóquio-2020 apostou em diversas modalidades, como as já citadas escalada e caratê. Só que o boliche também foi cogitado - e descartado. Curiosamente, o esporte, presença fixa nos Jogos Pan-Americanos desde 1991, já foi esporte de demonstração na Olimpíada de 1988, em Seul (Coreia do Sul).

  • eSports

    O inegável crescimento das competições entre gamers também quer chegar às Olimpíadas. À agência Associated Press, a organização dos Jogos de 2024 já admitiu a possibilidade em 2017. "A juventude está interessada em eSports e essas coisas. Vamos ver", disse Tony Estanguet, presidente do comitê organizador de 2024. No entanto, ao que tudo indica, as eventuais discussões a respeito não avançaram.

Esporte