PUBLICIDADE
Topo

Presidente do Brescia diz ser contra retorno da Serie A e ameaça boicote

 A cidade de Brescia é uma das mais afetadas regiões pelo coronavírus na Itália - Marco Bertorello / AFP
A cidade de Brescia é uma das mais afetadas regiões pelo coronavírus na Itália Imagem: Marco Bertorello / AFP

02/04/2020 12h27

Classificação e Jogos

Após o retorno do Campeonato Italiano ser cogitado para o dia 20 de maio, Massimo Cellino, presidente do Brescia, disse em entrevista a "La Gazzetta dello Sport" que é impossível terminar a atual temporada. O polêmico mandatário do lanterna da competição também fez ameaças a Federação Italiana caso o torneio tenha seu regresso decretado.

"As competições não podem ser retomadas por dois motivos. O primeiro é em respeito a saúde e o segundo a salvação do sistema do futebol. Além de termos perdido tempo nesta temporada, arruinaríamos a próxima que é essencial."

Cellino também mostrou preocupação com sua cidade que é uma das mais afetadas regiões no país e negou que é contra o retorno para evitar um possível rebaixamento. Disse ainda que um boicote pode ser realizado.

"Em Brescia temos caminhões que levam os mortos para fora da cidade. Estamos no foco da epidemia. Se nos obrigam a jogar, estou disposto a tirar minha equipe de campo e perder todas as partidas. Eu faria como forma de respeito aos cidadãos de Brescia e seus entes falecidos."

Não é a primeira vez que Massimo Cellino dá declarações fortes em relação ao campeonato no período de coronavírus. No entanto, apesar das ameaças, a Liga de Futebol Italiana pretende voltar com os jogos, uma vez que a pandemia parece ter chegado no pico no país e a expectativa é de que haja uma melhora.

Esporte