PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Aliviado, Jair externa vontade de ficar no Corinthians para 2019

17/11/2018 22h42

Jair Ventura tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2019, mas os maus resultados obtidos até então já levantaram a possibilidade de ele não seguir na próxima temporada. Com pés no chão, o comandante adota cautela sobre o assunto e, mesmo aliviado após a vitória sobre o Vasco neste sábado na Arena, que deixou o Timão distante da zona do rebaixamento, jogou a questão para a diretoria. Mas externou seu desejo de ficar mais um ano no clube.

- A gente segue trabalhando. Quando acabou o jogo do São Paulo, eram só elogios, como é que pode com um a menos fazer aquele jogo fantástico. E hoje a gente já não faz um jogo tão bom, e vêm as críticas, é normal. Eu sigo trabalhando, está na mão da diretoria a minha permanência ou não, né? Mas é lógico que eu quero muito ficar, estou feliz, adaptado, a gente tem um grupo bom , muito bom de trabalhar... Quem não quer ficar no Corinthians? - afirmou o treinador, que completou depois:

- A gente tem números que não são bons, mas tem uma final de Copa do Brasil. Não ganhar não é bom, mas ficar na frente de tantas equipes é considerável. É o copo meio vazio e meio cheio. Deixo para os profissionais que vão avaliar o meu trabalho. A diretoria é muito participativa, muito presente. Se eles acharem que a gente deve dar continuidade, pegar uma pré-temporada, a gente vai ficar feliz. Mas, caso não, a gente entende, o futebol é assim.

Jair elogiou a postura do Vasco na partida vencida pelo Corinthians por 1 a 0 e valorizou muito o resultado. O Timão pulou para 12º lugar com 43 pontos, seis a mais do que a Chapecoense, primeira da zona do rebaixamento.

- A pressão sofrida no fim foi mais méritos do Vasco. A gente não recuou, não mandei isso. Imagina perguntar para o treinador do São Paulo se ele recuou. Hoje, em nenhum momento eu pedi para recuar, mas mesmo assim tivemos chances de matar o jogo. O Vasco jogou bem - declarou.

A diretoria do Corinthians não confirmou Jair Ventura para 2019, mas ele tem sido elogiado pelo presidente Andrés Sanchez.

Esporte