PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Por questões políticas, Shaqiri será desfalque do Liverpool na Champions

REUTERS/Gonzalo Fuentes
Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes

05/11/2018 15h35

O Liverpool não terá o meia Xherdan Shaqiri para a partida contra o Estrela Vermelha, na Sérvia, nesta terça-feira (6), válido pela quarta rodada do grupo C da Liga dos Campeões. Os Reds decidiram barrar o camisa 23 para evitar "qualquer meio de distração" ao jogador de 27 anos.

Isso por que, na Copa do Mundo, na partida entre Suíça e Sérvia, pela última rodada da fase de grupos, o meia comemorou um gol suíço fazendo uma alusão à bandeira da Albânia. Apesar de atuar pela seleção da Suíça, Shaqiri nasceu em Kosovo, região de forte presença de albaneses. Kosovo é um território localizado dentro da Sérvia, e que por contar com muitos moradores de descendência albanesa, busca ser reconhecido como independente.

Kosovo declarou independência da Sérvia em 2008, mas os sérvios não reconhecem isso, assim como outros 81 países da ONU (incluindo Brasil, Rússia e China). Mesmo reconhecido como nação por 111 países, Kosovo não consegue apagar o clima ruim com a Sérvia, o que faz muitos buscarem morar em outros países, como aconteceu com Shaqiri, que foi para a Suíça.

"Escutamos e lemos sobre especulações e conversas sobre o tipo de recepção que Shaq teria e não temos ideia do que pode acontecer. Queremos ir para lá e ficar 100% focados no futebol, sem precisar pensar em qualquer outra coisa, é isso", comentou o treinador do Liverpool, Jurgen Klopp.

O Liverpool lidera o grupo C, com duas vitórias e uma derrota. Além do Estrela Vermelha, o grupo conta ainda com Napoli e PSG. No Campeonato Inglês, os Reds estão em terceiro, com 27 pontos, dois atrás do líder Manchester City e do vice-líder Chelsea.

Esporte