PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-funcionários da Chape são investigados pelo vazamento de documentos do clube

29/09/2018 14h31

Ex-funcionários da Chapecoense estão sendo investigados pela Polícia Civil de Santa Catarina por conta de uma suposta participação na divulgação de documentos sigilosos, como cópias dos registros de contabilidade e lista de salários de jogadores, que foram compartilhados em redes sociais.

De acordo com a polícia, o vazamento aconteceu nos últimos 30 dias e já foram cumpridos mandados de busca e apreensão em residências localizadas em Chapecó, na última quarta-feira. Entretanto, os suspeitos de envolvimento no caso estão em liberdade e ainda não haviam passado por interrogatório até a tarde desta sexta-feira.

Ao G1, a Chapecoense disse existe a suspeita de que a divulgação dos documentos em um blog tenha ocorrido com a finalidade de interferir nas eleições presidenciais do clube e prejudicar o atual presidente Plinio David de Nes Filho.

O número de suspeitos e a definição das irregularidades não foram informados pela Polícia Civil, mas, na casa dos ex-funcionários, foram apreendidos equipamentos eletrônicos com os documentos vazados. Eles podem responder pelo crime de violação de segredo profissional. O inquérito deve ser concluído em até 30 dias.

Esporte