PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Apesar dos vices, aproveitamento do Palmeiras é melhor pós-Copa do Brasil

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

01/06/2021 08h00

Classificação e Jogos

A pressão sobre Abel Ferreira aumentou após o Palmeiras ser batido nas três finais que disputou nos primeiros meses desta temporada. Apesar das cobranças, o aproveitamento do Verdão sob o comando do treinador aumentou ligeiramente após a conquista da Copa do Brasil.

Entre a estreia de Abel à frente do Palmeiras, em novembro do ano passado, e a final da Copa do Brasil, em fevereiro deste ano, o time entrou em campo 37 vezes. Foram 18 vitórias, 11 empates e oito derrotas, registrando um aproveitamento de 58,5% dos pontos disputados.

Depois que o Verdão derrotou o Grêmio na decisão da Copa do Brasil, em que o segundo jogo foi o último do time alviverde na temporada passada, a equipe disputou 25 partidas. Foram 14 vitórias, quatro empates e sete derrotas, tendo um aproveitamento de 61,3%.

Por mais que os números indiquem que o Palmeiras manteve uma regularidade, os revezes para o Defensa y Justicia, na Recopa Sul-Americana, para o Flamengo, na Supercopa do Brasil, e para o São Paulo, no Campeonato Paulista, despertaram cobranças por um melhor rendimento do time em campo.

O Palmeiras começou o Brasileirão com a perna esquerda, perdendo para o Flamengo, considerado um concorrente direto pelo título. Para se recuperar, a equipe terá pela frente a Chapecoense na segunda rodada, em jogo que acontece no domingo, às 18h15, no Allianz Parque. Antes disso, o Palmeiras estreia na Copa do Brasil, enfrentando o CRB, fora de casa, na quinta-feira, às 21h30.

Palmeiras