Fabrício Bruno relata encontro com vizinho Vegetti após Flamengo x Vasco

O zagueiro Fabrício Bruno relatou um encontro com o atacante Pablo Vegetti depois do clássico entre Flamengo e Vasco, no Maracanã. Os dois moram no mesmo condomínio e, após discussões quentes em campo, selaram a paz.

O que aconteceu

Fabrício e Vegetti discutiram e o zagueiro chegou a chamar o atacante para a briga após a partida. No final do jogo, os dois se abraçaram e fizeram as pazes. Em entrevista à FlaTV, o jogador do Fla afirmou que os dois moram no mesmo condomínio e se encontraram.

"Quando cheguei em casa e estava saindo para jantar encontrei ele. A gente se abraçou, demos risada. Ele pediu desculpas pela entrada que deu no meu tornozelo. São coisas do jogo. Muitas vezes nos enxergam como inimigos, mas não somos. Cada um está defendendo o pão de cada dia, mas estamos em prol do espetáculo", disse.

"Nos encontramos, tirei foto com a mãe dele. O respeito por ele continua da mesma forma. Excelente jogador, desejo o melhor. Não levo mágoa, o que precisar pode contar comigo. Mas no campo vai dar embate de novo. Passou os 90 minutos continuo sendo o de sempre. Futebol é dinâmico, passa rápido e quem está lá dentro não pode incitar a violência do lado de fora. O que acontecer lá dentro resolve lá", completou.

O zagueiro mostrou o tornozelo machucado depois da entrada do atacante rival. Ele publicou uma imagem logo após a partida com o local inchado e arranhado.

Fabrício aproveitou para reforçar a mensagem de paz. "Isso é situação de jogo. Clássico é sempre um jogo pegado. Lá dentro podemos ter nossas provocações. Refletimos muito sobre o que é o futebol. Cada um defendendo sua camisa, mas fora dele a paz tem que prevalecer. Para mim é triste quando vejo notícias de morte de briga de torcida. Nos desentendemos, mas no final o que prevaleceu foi o abraço de duas pessoas que estão de bem uma com a outra. Faz parte do jogo", analisou.

"Cada um tem seu jeito de intimidar, provocar. Para mim o abraço é a cena mais bonita do clássico. Não somos inimigos, no final somos amigos, colegas de profissão. Ninguém sabe o dia de amanhã, podemos virar companheiros. A torcida também tem que pegar isso como exemplo. Todos são apaixonados, mas nunca se deve perder vidas por quem está lá dentro só para jogar futebol"

Fabrício Bruno

Continua após a publicidade

Por fim, o jogador colocou foco no título brasileiro. "É a fala do Gabi: Se em três minutos acreditamos que poderíamos virar uma final e ser campeão, por que não podemos acreditar agora? Nunca desacreditamos de nada. Trabalho de formiguinha. De pouco em pouco vamos tirando a vantagem e se fizermos por merecer, que possamos comemorar."

No bolso de quem?

A torcida do Flamengo brincou que Fabrício Bruno colocou Vegetti no bolso após a boa atuação do zagueiro.

Nas redes sociais, o atacante do Vasco publicou uma sequência de imagens ganhando a bola em cima do zagueiro e também disputas com Wesley e Léo Pereira.

"O resultado foi injusto, o time fez um grande jogo. Não há tempo para arrependimentos, é hora de continuar trabalhando e pensar no que está por vir. En el bolso de quien?", escreveu.

Continua após a publicidade

Canal do Flamengo

Quer saber tudo o que rola com o Flamengo sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes