Topo

De 'arroz de festa' a prisões: como estão heróis do penta após 20 anos?

Veja o que estão fazendo atualmente jogadores que ganharam a Copa de 2002 pelo Brasil Imagem: Reprodução/ Twitter e Instagram

Matheus Brum

Colaboração para o UOL

30/06/2022 04h00

Classificação e Jogos

Hoje (30) completa 20 anos da conquista do pentacampeonato mundial. A Copa do Mundo de 2002, disputada no Japão e na Coreia, foi a última conquistada pela seleção brasileira. Os jogos de madrugada, o ritmo do Olodum, o cabelo "cascão" de Ronaldo Fenômeno e a narração marcante de Galvão Bueno estão até hoje no imaginário do torcedor brasileiro.

Também, claro, tem os lances épicos da conquista. O pênalti "Mandrake" sofrido por Luizão na estreia contra a Turquia; o antológico gol de falta de Ronaldinho Gaúcho nas quartas de final contra a Inglaterra; o gol de "biquinho" de Ronaldo na semifinal, de novo contra a Turquia, e o frango de Oliver Kahn na final contra a Alemanha.

20 anos depois desta conquista, o UOL Esporte traz um resumo de como anda a vida de cada um dos vencedores daquele torneio.

Marcos

O ex-goleiro Marcos foi convidado do podcast Podpah Imagem: Reprodução/YouTube

Goleiro titular na conquista, Marcos jogou profissionalmente até 2012. Atualmente, com 48 anos, "São Marcos" virou empresário e é dono de uma marca de cerveja. Nos últimos tempos acabou aparecendo mais por elogios polêmicos e defesas do presidente Jair Bolsonaro (PL) e chegou a defender teorias absurdas contra a ciência, como questionamento à vacinação de crianças.

Dida

Dida, goleiro da seleção brasileira, em jogo da Copa do Mundo de 2006 entre Brasil e Austrália Imagem: Robert Cianflone/Getty Images

Goleiro reserva na conquista, Dida jogou profissionalmente até 2015. Pela seleção brasileira, disputou a Copa do Mundo de 2006, como titular. Com 48 anos é, desde 2020, treinador de goleiros do Milan, clube em que é ídolo.

Rogério Ceni

Rogério Ceni, ex-goleiro e atual técnico do São Paulo Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Terceiro goleiro naquele Mundial, Rogério Ceni atuou profissionalmente em campo até 2015. Com 49 anos, é treinador do time em que foi o maior ídolo. Antes, passou por Fortaleza, Flamengo e Cruzeiro.

Cafu

Cafu com a taça da Copa do Mundo Imagem: Divulgação

Capitão da conquista, eternizado ao levantar a taça de forma improvisada e homenagear a esposa, é o único jogador da história do futebol a disputar três finais seguidas de Copa do Mundo (1994, 1998 e 2002). Com 52 anos, é embaixador da Copa do Mundo do Qatar, uma espécie de garoto-propaganda, com a missão de participar de eventos, visitar estádios e conceder entrevistas sobre o legado do mundial no país.

O ex-lateral recorrentemente é alvo de brincadeiras na internet por ser considerado "arroz de festa" - costuma participar de diversos sorteios e premiações como convidado devido aos seus feitos no futebol, o que rende brincadeiras online.

Belletti

Belletti Imagem: Gustavo Aleixo / Cruzeiro

Lateral-direito reserva do Mundial de 2002, Belleti jogou profissionalmente até 2011, quando se aposentou com a camisa do Ceará. Com 46 anos, Belletti se define, em seu site oficial, como treinador de futebol, palestrante, CEO da Belletti Sports, co-proprietário e diretor técnico da rede franquias Belletti Soccer Academy, sócio-honorário do Instituto Êxito de Empreendedorismo e Influenciador Linkedin.

Lúcio

Lucio Imagem: Divulgação

Zagueiro titular da conquista, Lúcio atuou profissionalmente até 2020, quando encerrou a carreira no Brasiliense. Atualmente, com 44 anos, o ex-zagueiro participa de partidas de masters por equipes que defendeu e faz o trabalho de influenciador digital de algumas marcas.

Roque Júnior

Roque Júnior Imagem: Divulgação/Ferroviária

Companheiro de Lúcio na zaga titular, Roque Júnior, de 45 anos, foi comentarista do SporTV até março de 2022. Após um ano na função, pediu demissão argumentando que queria tempo para conseguir estudar, pois deseja trabalhar como gestor de futebol.

Anderson Polga

Anderson Polga Imagem: Divulgação

Considerada a grande surpresa da convocação do técnico Luiz Felipe Scolari, Anderson Polga jogou profissionalmente até 2012, quando encerrou a carreira com a camisa do Corinthians. Com 43 anos, trabalha com uma empresa de construção civil em Porto Alegre.

Roberto Carlos

Roberto Carlos Imagem: Divulgação/Bull In The Barne United

Lateral-esquerdo titular da conquista, Roberto Carlos, com 49 anos, é um dos embaixadores do Real Madrid. Com a camisa da seleção, disputou também a Copa de 2006. Aposentou-se do futebol profissional em 2012, ao vestir a camisa do Anzhi, da Rússia.

Júnior

Júnior, ex-lateral de Palmeiras, São Paulo e seleção brasileira Imagem: Cesar Greco/SE Palmeiras

Reserva de Roberto Carlos em 2002, Júnior está com 49 anos e não exerce nenhuma atividade ligada ao futebol. De tempos em tempos, participa de programas esportivos na TV e na internet. Aposentou-se em 2010, após uma curta passagem pelo Goiás.

Edmílson

Edmilson participa do podcast PodPah Imagem: Transmissão

Um dos volantes titulares de Felipão, Edmílson é presidente e fundador do Futebol Clube SKA Brasil, em Santana de Parnaíba, região metropolitana de São Paulo. O local conta com estrutura própria, em que o ex-jogador faz parcerias com instituições formadoras de profissionais para o futebol. Atualmente com 45 anos, aposentou-se em 2011 após uma passagem rápida pelo Ceará.

Gilberto Silva

Gilberto Silva Imagem: Paulo Whitaker

Também titular na conquista de 2002, Gilberto Silva é embaixador do Arsenal, da Inglaterra — clube do qual é ídolo — e também tem uma academia em Belo Horizonte (MG). Atualmente com 45 anos, também defendeu o Brasil nas Copas de 2006 e 2010. Aposentou-se em 2013 com a camisa do Atlético-MG.

Kléberson

Kléberson Imagem: Reprodução/Instagram

"Coringa" de Felipão em 2002, Kléberson foi um dos protagonistas do pentacampeonato. Atualmente, com 43 anos, é assistente técnico do Philadelphia Union II, da MLS Next Pro, nos Estados Unidos, país em que encerrou a carreira de jogador em 2017. Pela seleção, disputou também o Mundial de 2010.

Vampeta

Vampeta Imagem: Reprodução/Twitter

Um dos jogadores mais folclóricos da história do futebol brasileiro, Vampeta foi responsável por descer a rampa do Palácio do Planalto de cambalhota na visita da seleção ao então presidente Fernando Henrique Cardoso, após a conquista do Mundial. Com 48 anos, é comentarista da Jovem Pan.

Ricardinho

Ricardinho, à época como técnico do Londrina Imagem: Gustavo Oliveira/Londrina EC

Meio-campista reserva em 2002, Ricardinho está com 46 anos e é atualmente comentarista do Grupo Globo, participando de transmissões do SporTV e da TV aberta. Também é fundador do projeto social Maestro da Bola, que trabalha com pessoas com deficiência intelectual. Aposentou-se em 2011 após defender o Bahia e teve curta carreira de técnico.

Ronaldinho Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho Imagem: Reprodução/Instagram

Titular de Felipão, Ronaldinho Gaúcho participa de jogos de equipes masters e viaja o mundo para compromissos publicitários. Apesar de nunca ter anunciado oficialmente o fim da carreira, o ex-meia de 42 anos, duas vezes melhor do mundo, não atua profissionalmente desde 2016, quando defendeu o Fluminense.

Na internet, é rotineiramente piada pelos "rolês aleatórios" em que aparece. O ex-jogador chegou a ser preso em 2020 após tentar entrar no Paraguai com passaporte e identidade falsos, mas já foi solto.

Denílson

Denilson Imagem: Transmissão

Conhecido como "Denilson Show", por ser um jogador habilidoso, o ex-meia é comentarista da Band e também tem um podcast pelo grupo. Com 44 anos, está aposentado do futebol desde 2010.

Juninho Paulista

Juninho Paulista Imagem: Reprodução/YouTube

Titular no quatro primeiros jogos da Copa de 2002, Juninho Paulista é coordenador técnico do Brasil e trabalha junto com Tite na preparação da equipe para a disputa do Mundial do Qatar, em 2022. Atualmente com 49 anos, jogou profissionalmente até 2010, quando se aposentou pelo Ituano, clube que o revelou.

Kaká

Kaká segurando seu certificado de curso de treinador emitido pela CBF Imagem: Reprodução/Instagram

Jogador mais jovem no elenco verde e amarelo, Kaká era promessa em 2002. Depois de se tornar melhor do mundo com a camisa do Milan, Kaká abandonou o futebol em 2017, aos 35 anos. Atualmente estuda para trabalhar com a parte de gestão do futebol.

Edílson

Edílson Capetinha Imagem: Reprodução/Band

Conhecido como "capetinha", por infernizar os adversários, Edílson também era reserva em 2002. Após o final da carreira, virou comentarista esportivo. Com 50 anos, trabalha na Jovem Pan. Aposentou-se em 2010 com a camisa do Bahia.

Assim como Ronaldinho Gaúcho, o ex-jogador também chegou a ser preso. No seu caso, foi pelo atraso no pagamento de pensões - também já foi solto.

Luizão

Luizão Imagem: Reprodução

Atacante reserva em 2002 foi fundamental na estreia, ao cavar um pênalti que deu a vitória para o Brasil. Com 46 anos, Luizão é garoto-propaganda de algumas marcas. Não atua profissionalmente desde 2009. O atleta também atua como comentarista, tendo integrado a equipe da Espn a partir de 2016.

Rivaldo

Rivaldo, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte Imagem: Reprodução

Camisa 10 daquela seleção, Rivaldo foi presidente do Mogi Mirim na década passada, clube pelo qual atuou no começo da carreira, após ser revelado pelo Santa Cruz. Atualmente, com 50 anos, o ex-melhor do mundo é sócio de uma empresa de suplemento esportivo. Aposentou-se em 2015 depois de realizar o sonho de jogar com o filho no Mogi.

Ronaldo

Ronaldo, o Fenômeno Imagem: Claudio Villa/Getty Images

Artilheiro da Copa do Mundo, Ronaldo se tornou empresário após encerrar a carreira em 2011 com a camisa do Corinthians. Atualmente, com 45 anos, o Fenômeno é dono do Cruzeiro e do Real Valladolid, da Espanha.

Luiz Felipe Scolari

Luiz Felipe Scolari, o Felipão Imagem: Robson Mafra/AGIF

Treinador naquela conquista, Felipão é treinador do Athletico desde maio de 2022 e tem trabalho sólido com bons resultados até o momento. Aos 73 anos, tem no currículo as disputas das Copas de 2002, 2006 e 2014, sob comando de Portugal e Brasil - na última ficou marcado pela derrota de 7 a 1 sofrida pela Alemanha.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no texto, Juninho Paulista foi titular no quatro primeiros jogos da Copa do Mundo. A informação foi corrigida.
Diferente do que foi informado, Belletti encerrou sua carreira no Ceará. O erro já foi corrigido
Diferentemente do que foi informado, Cafu tem 52 anos e não 50. O erro já foi corrigido
Diferentemente do informado no texto, Rivaldo foi revelado pelo Santa Cruz, não pelo Mogi Mirim. A informação foi corrigida.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

De 'arroz de festa' a prisões: como estão heróis do penta após 20 anos? - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Futebol