PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Churín diz que Grêmio é 'maior desafio da carreira': "Realizando um sonho"

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

26/10/2020 19h29

Diego Churín chegou ao Grêmio sonhando com o futuro, mas ao mesmo tempo dizendo que estar ali já era a realização de outro sonho. Contratado em negócio com o Cerro Porteño, o centroavante afirmou que fez sacrifícios — profissionais e pessoais, para chegar ao nível que está hoje. Aponta o clube gaúcho como o maior desafio da carreira, iniciada na Argentina e forjada no interior do Chile. E se cobre de humildade ao falar sobre o papel a ser desempenhado no elenco comandado por Renato Gaúcho.

Aos 30 anos, Churín vai vestir a camisa 19 do Grêmio. Além dos atributos, dos gols recentes e do status de principal jogador de um dos maiores clubes do Paraguai, a forma como ele vê o futebol e se expressa motivaram os dirigentes gremistas a bancarem o negócio.

"É o maior desafio da minha carreira. Venho de um clube grande para outro clube grande. Sei que Diego é o atacante goleador da equipe. Venho pra colaborar, quero ajudar o time a ganhar jogos. Que o time esteja bem em todos os campeonatos. Vou tentar colaborar, dar o meu melhor para o melhor do time, da equipe", disse o argentino de 1,87m.

Revelado no futebol argentino, com destaque na passagem pelo Independiente-ARG, Diego Churín recorda a vida no Chile e no Paraguai para apostar que não vai precisar de muito tempo até se sentir em casa no Brasil.

"Estive em dois países diferentes e adaptação não demorou, tomara que aqui seja assim também. Vou buscar me adaptar logo ao time, aquilo que pede o Renato. Quero estar logo em campo para ajudar", comentou.

O UOL Esporte mostrou que Churín se debruçou sobre informações a respeito do Grêmio. Do passado e da atualidade. Estudar para onde veio faz sentido diante do discurso de vida do argentino.

"Lutei muito para estar aqui. Lutei muito em diferentes lugares, de diferentes maneiras. Há sete anos saí da Argentina e fui ao Chile. E ali, minha carreira decolou. Estar aqui é reflexo de sacrifício. Venho e sei da responsabilidade, mas espero levar da melhor maneira", declarou. "Todo mundo vai atrás de seus sonhos. Estar aqui, em um clube com ótimas instalações e com nível de paixão que é de religião, é incrível. Sempre sonhei e agora estou cumprindo na base de esforço e sacrifício. Quero estar à altura de um clube tão grande", adicionou.

O Grêmio vai pagar cerca de 1,5 milhão de dólares ao Cerro Porteño em cinco parcelas. O contrato de Diego Churín é válido até dezembro de 2022, com opção de renovação por mais uma temporada.

Futebol