PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Clube dos EUA rescinde com jogador por comentários racistas da mulher dele

Aleksandar Katai foi dispensado pelo LA Galaxy por causa de comentários racistas da mulher dele - Reprodução/Instagram do LA Galaxy
Aleksandar Katai foi dispensado pelo LA Galaxy por causa de comentários racistas da mulher dele Imagem: Reprodução/Instagram do LA Galaxy

Do UOL, em Porto Alegre

05/06/2020 15h22

O Los Angeles Galaxy rescindiu contrato com o meia Aleksandar Katai, de 29 anos, por causa de postagens racistas feitas pela mulher dele, Tea Katai. O clube oficializou o rompimento de vínculo com o sérvio hoje.

Tea Katai realizou uma série de publicações no Instagram criticando as manifestações de combate ao racismo ocorridas nos Estados Unidos após a morte de George Floyd. Em uma das postagens, escreveu "matem essa m..." se referindo aos manifestantes. Em outra, ironizou o movimento Black Lives Matter utilizando 'Black Nike Matter' como legenda de foto

Após a repercussão dos comentários da esposa, Aleksandar chegou a fazer uma publicação pedindo desculpas.

"Eu não compartilho essas visões e não as tolero em minha família. O racismo, particularmente contra a comunidade negra, não ocorre apenas nos Estados Unidos ou na Europa, mas também em todo o mundo. Eu condeno fortemente a ideia de supremacia branca, racismo e violência contra pessoas de cor. Vidas negras importam. Isso foi um erro da minha família e eu assumo toda a responsabilidade. Me certificarei de que minha família e eu tomaremos as devidas medidas para aprender, entender, ouvir e apoiar a comunidade negra", publicou o jogador.

Mas não adiantou. Em acordo com a direção da MLS (Liga norte americana de futebol), o Los Angeles Galaxy rescindiu o vínculo do jogador e divulgou comunicado em suas redes sociais informando que ele não faz mais parte do time.

Katai, que também tem passagens por Chicago Fire, nos Estados Unidos, Alavés, na Espanha, e Estrela Vermelha, na Sérvia, disputou apenas dois jogos pelo Galaxy.

Futebol