Topo

Mineiro - 2019


Final do Mineiro tem duelo de Cruzeiro invicto contra Atlético-MG em crise

Cruzeiro e Atlético-MG em ação durante clássico pelo Campeonato Mineiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Cruzeiro e Atlético-MG em ação durante clássico pelo Campeonato Mineiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

14/04/2019 04h00

Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam hoje na partida de ida da final do Campeonato Mineiro em cenários distintos. O Galo vive uma crise e a atual gestão, no clube desde dezembro de 2017, já procura o seu quarto técnico. A Raposa está em alta, já classificada para as oitavas de final da Copa Libertadores, e com Mano Menezes consolidado no cargo.

O Atlético chega à decisão do Estadual, nesta tarde, no Mineirão, em crise. Levir Culpi foi demitido na última quinta-feira (11) depois da goleada sofrida para o Cerro Porteño, do Paraguai. Perto de uma eliminação na fase de grupos da Libertadores, algo que ainda não aconteceu no atual formato do torneio, o Galo sofreu até com protestos nos últimos dias.

A primeira manifestação foi logo após o jogo contra o Cerro, no desembarque da delegação em Confins, às 5h da manhã de quinta-feira. Parte da torcida foi à sede administrativa anteontem e ao CT na manhã de ontem. Os protestos contaram com faixas pedindo as saídas de atletas e dirigentes do clube.

A má fase culminou em mudanças nos bastidores. Levir Culpi foi demitido, e a diretoria já procura um nome para a sua vaga. O escolhido será o quarto técnico durante a administração de Sette Câmara. Além do experiente comandante, Oswaldo Oliveira e Thiago Larghi também estiveram na Cidade do Galo. No jogo de hoje, o escolhido para comandar o time é o interino Rodrigo Santana. Ele está à frente do sub-20 do time mineiro.

Apesar do momento conturbado, Rui Costa, novo diretor de futebol, pede mais respeito ao Atlético para o clássico com o Cruzeiro na finalíssima do Mineiro.

"Eu tenho ouvido muito e me surpreendi, porque estou acostumado com essa rivalidade e sei que, se tem uma coisa que se respeita em clássico, é a grandeza do adversário. O que tenho ouvido desde que cheguei aqui é que o Cruzeiro vai receber a taça antecipadamente, que nós vamos só cumprir um protocolo. E não se faz isso", declarou.

"Não se trata um clube da grandeza do Atlético, da história do Atlético de títulos e confrontos com o nosso arquirrival, com os jogadores que temos, de forma quase jocosa como está sendo tratado. Posso deixar muito claro, sem entrar em detalhes, que isso está assimilado, entendido e compreendido pelos atletas e por todos nós aqui", acrescentou.

O Cruzeiro, mandante do jogo de ida, vive em céu de brigadeiro. Com a melhor campanha da fase de grupos da Copa Libertadores da América, já está classificado para as oitavas de final.

O time demonstra entrosamento e está invicto em 2019. Em 18 partidas disputadas, a equipe comandada por Mano Menezes obteve 14 vitórias e quatro empates. São 41 gols marcados e apenas sete sofridos. A última vez que sofreu um gol foi no triunfo sobre o América-MG, por 3-2, em 31 de março passado.

Toda a tranquilidade no ano faz com que o Cruzeiro seja considerado favorito no jogo válido pela decisão. Mano, no entanto, minimiza a crise vivida pelo arquirrival às vésperas da final.

"Certamente afeta emocionalmente, mas isso não é positivo ou negativo. O jogo é que vai nos mostrar. Clube grande passa por situação como essa e, às vezes, isso não é notado nos 90 minutos. O que vai valer é o ambiente, o grupo de jogadores, a equipe que vem jogando. Vai haver uma, duas alterações, pode haver alterações táticas. Mas pode haver alteração anímica, porque nessa hora você se junta. Os grupos são assim. A gente tem que estar preparado para tudo", comentou.

Ficha técnica
Cruzeiro x Atlético-MG

Motivo: ida da final do Campeonato Mineiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 14 de abril de 2019 (domingo)
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michael Correia
Árbitro de VAR: Bruno Arleu de Araújo

Cruzeiro
Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Romero, Robinho e Rodriguinho; Marquinhos Gabriel e Fred.
Técnico: Mano Menezes

Atlético-MG
Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson, Elias, Juan Cazares e Luan; Maicon Bolt e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana (interino)