PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato sugere Elano para base do Santos, que avalia negócio

Elano comandou o Santos interinamente na reta final do Brasileirão de 2017 - Ivan Storti/Santos FC
Elano comandou o Santos interinamente na reta final do Brasileirão de 2017 Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

13/12/2018 17h03

O ex-volante e agora dirigente do Santos, Renato, indicou a contratação de Elano para técnico do sub 20. Os dois são muitos amigos pois atuaram juntos no Santos e Guarani. No entanto, Renato aposta na competência do ex-camisa 8, que segue estudando futebol e fazendo cursos na CBF (Confederação Brasileira de Futebol), para viabilizar o retorno do amigo.

A diretoria santista agora estuda a possibilidade e alega que não houve nenhuma negociação aberta para a contratação do ex-jogador e técnico do alvinegro praiano. Já ao Lance, Elano confirmou que existe negociação em andamento.

"Eu tive um primeiro contato com o Renato, me fez um convite, uma proposta. Eu fiz uma contraproposta, mas uma coisa bem próxima do que eles me ofereceram de financeiro. Estou aguardando um segundo contato para que eu possa sentar com eles e entender exatamente o que eles querem, eu passar a minha ideia e poder iniciar um bom trabalho", disse Elano, ao LANCE!

"Acho que será importante para os dois, para o Santos e para mim. A informação que eu tenho no primeiro momento é esse contato. Estou no aguardo", completou.

Elano assumiu o Santos interinamente na reta final do Campeonato Brasileiro de 2017 no lugar de Levir Culpi e classificou a equipe santista para a Copa Libertadores da América deste ano.

Vale ressaltar que ex-meia foi o responsável por lançar o jovem Rodrygo, maior venda da história do Santos, ao elenco profissional. Jair Ventura, que assumiu o time no início deste ano foi o treinador que o "bancou" no time titular.

Elano deixou o Santos por conta do relacionamento estreito com o ex-presidente Modesto Roma, rival do atual presidente, José Carlos Peres, nas eleições de dezembro do ano passado.

Aliás, a decisão de não renovar o contrato de Elano e do auxiliar Marcelo Fernandes, foi uma das primeiras medidas de Peres no comando do Santos.

Futebol