PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Time vai às finais no México e Maradona "baila" em comemoração

Equipe tinha aproveitamento baixo quando ídolo argentino assumiu, em setembro - Reprodução/Twitter
Equipe tinha aproveitamento baixo quando ídolo argentino assumiu, em setembro Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

25/11/2018 15h15

Há dois meses no comando do Dorados de Sinaloa, do México, o ídolo argentino Diego Maradona alcançou na noite do último sábado a classificação para as finais da segunda divisão do campeonato nacional. Seu time havia vencido o Juarez por 2 a 0 na ida e avançou mesmo com a derrota por 1 a 0 - o gol do Juarez foi marcado pelo atacante brasileiro Leandro Carrijo, ex-Atlético-MG.

A festa pela classificação foi grande no vestiário do Dorados, e Maradona foi filmado enquanto dançava com os jogadores. Alguns entoaram um canto: "Que de la mano de Maradona todos la vuelta vamos a dar (algo como: pelas mãos de Maradona vamos dar a volta por cima)".

Classificado para as finais da liga de acesso mexicana, o Dorados agora espera seu adversário entre Atlante e Atlético San Luis, que venceu o primeiro jogo por 3 a 0. O Dorados era um dos últimos colocados da competição quando Maradona foi contratado, com 3 pontos conquistados em 18 disputados e agora está na briga pelo título do Apertura, o primeiro turno da competição. Para obter o acesso à elite é necessário vencer Apertura e Clausura ou vencer um deles e então derrotar o campeão do outro em jogo extra pela vaga. Só um sobe.

O Dorados é apenas a sexta experiência de Maradona como treinador. Ele começou no Corrientes, em 1994, passou pelo Racing no ano seguinte e voltou a trabalhar na seleção argentina, em 2008. Depois trabalhou no Al  Wasl e Al Fujairah, dos Emirados Árabes, até a chegada ao futebol mexicano em setembro.

Futebol