PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Batalha campal na Argentina termina com 36 jogadores expulsos

Do UOL Esporte

Em São Paulo

02/03/2011 12h44

O Claypole venceu o Victoriano Arenas por 2 a 0 em jogo válido pela quinta divisão da Argentina, mas a partida na região metropolitana de Buenos Aires ficou marcada por um recorde de expulsões depois de uma briga generalizada em campo.

Foram nada menos do que 36 jogadores expulsos pelo árbitro Damián Rubio, que comunicou a sua decisão à Associação de Futebol Argentina qualificando o incidente como uma “pancadaria generalizada”.

Foram expulsos todos os 11 jogadores titulares de cada equipe, além dos sete reservas. Para o técnico do Claypole, Sergio Micieli, a medida foi desnecessária: “Nem todos tiveram culpa, é uma estupidez o que estão fazendo. Havia mais jogadores separando do que brigando, e muitos nem se intrometeram”, disse ao Diario del Sur.

Já o presidente do Victoriano Arenas, Domingo Sganga, não perdoou o juiz: “Ele se borrou e foi para um canto. Pedi aos policiais que mandassem os jogadores para os vestiários, porque senão iriam se matar”.

“O árbitro lavou as mãos. Deixou todos os meus jogadores suspensos, e agora não tenho time para jogar. Se ele não soube definir quem bateu em quem, não poderia expulsar ninguém”, completou o dirigente.

Esporte