PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Athletico frustra sócio em desconto na crise do coronavírus: "sinto muito"

Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

22/04/2020 04h00

Procurado por um torcedor para saber se o Athletico Paranaense irá oferecer aos sócios algum tipo de desconto ou benefício pela manutenção dos pagamentos mensais, em tempos de futebol paralisado, o presidente do clube, Mario Celso Petraglia, respondeu que "sente muito", mas, se o torcedor não "apoiar, o Furacão irá quebrar". A troca de mensagens se deu via WhatsApp e viralizou nas redes sociais.

"Estamos todos no mesmo barco, infelizmente o vírus chinês (SIC) nos pegou a todos", escreveu Petraglia ao torcedor Juliano Lorenz Oscar, utilizando do termo xenófobo que gerou conflito recente entre a embaixada chinesa e o Governo brasileiro. "Se o Furacão não for apoiado, ajudado nesse momento, vai quebrar! Teremos longos anos pela frente para nos recuperar! No mesmo nível só com ajuda de todos! Sinto muito, o CAP precisa de todos nessa hora de crise absoluta!! Obrigado!", concluiu.

O Athletico conta com estimados 20 mil sócios, que têm entrada livre na Arena da Baixada. Recentemente, o clube manifestou interesse em quitar o que compreende ser sua parte na dívida pela obra do estádio para a Copa de 2014, calculada em cerca de R$ 115 milhões. Com as vendas de Rony, Bruno Guimarães, Léo Pereira, Renan Lodi e Pablo - que estiveram nas equipes campeãs da Copa do Brasil e Copa Sul-Americana entre 2018 e 19 - o Furacão tem previsão recebimentos, brutos, de cerca de R$ 270 milhões. (Por Napoleão de Almeida)

UOL de Primeira