PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

MP arquiva inquérito contra Del Nero por fraude em contratos da FPF

Marco Polo del Nero, ex-presidente da CBF, teve seu caso arquivado pelo MP-SP - Marcelo Sayão/EFE
Marco Polo del Nero, ex-presidente da CBF, teve seu caso arquivado pelo MP-SP
Imagem: Marcelo Sayão/EFE

Do UOL, em São Paulo

10/08/2018 04h00

O Ministério Público de São Paulo arquivou, por falta de indícios suficientes, inquérito investigativo contra Marco Polo Del Nero, ex-presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol) e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O procedimento investigava possíveis fraudes em contratos de parceria envolvendo a FPF, três empresas e a Secretária de Esporte e Lazer de São Paulo em ligas municipais e amadoras entre 2011 e 2012, período em que Del Nero presidiu a entidade.

Ao longo da investigação, as empresas envolvidas (Sport Promotion, Coelho Leal e Laperez Produções e Filmagens) foram intimadas e, segundo o MP, ofereceram documentos comprovando prestação de serviços. Del Nero foi banido do futebol pela Fifa em abril – a entidade o considerou culpado por corrupção envolvendo recebimento de propina em vendas de direitos de transmissão. (Por Demetrio Vecchioli e Pedro Lopes)

São Paulo tira dirigente do "anonimato" para valorizar trabalho

A apresentação de Everton Felipe no São Paulo, na última quinta-feira, carregou uma surpresa: a presença de Alexandre Pássaro ao lado do diretor-executivo de futebol do Tricolor. O advogado está no clube desde 2015, mas sempre agiu apenas nos bastidores e nunca havia aparecido para dar entrevistas. Essa mudança de rota foi uma forma encontrada pela diretoria para dar voz e valorizar o profissional, que desde janeiro ocupa o cargo de gerente-executivo de futebol e que teve papel fundamental nas tratativas com o Sport para fechar com Everton Felipe.

Pássaro chegou ainda na gestão de Carlos Miguel Aidar para ser advogado no departamento de futebol. Sua participação na reconstrução do clube desde então sempre foi exaltada, apesar de certa resistência da oposição por ele ser jovem. Quando Gustavo Oliveira deixou o São Paulo no segundo semestre de 2016, o advogado começou a tomar frente em negociações como a de Wellington Nem. Essa atuação seguiu com Vinicius Pinotti em 2017 e acabou rendendo a promoção nesta temporada, incluindo um contrato mais longo com o Tricolor. Para essa valorização ser efetivada, no entanto, Pássaro precisou se licenciar do escritório de advocacia do qual é sócio. (Por Bruno Grossi)

Chinês que fez "estágio" no São Paulo vira aposta no Oriente

A torcida do São Paulo não deve se lembrar de Zhang Yuanshu, mas o jogador de 21 anos é uma das apostas do Shandong Luneng para as próximas temporadas. Tratado como o “Oscar chinês”, por ser fã do meio-campista brasileiro, ele treinou no Tricolor paulista durante toda a última temporada. Como parte da negociação para contratar Jucilei, o São Paulo topou ficar com o jogador chinês durante a última temporada. A ideia era que Zhang Yuanshu fizesse um estágio nas categorias de base do clube para aprender um pouco mais do futebol brasileiro. Apesar de não ter entrado em campo para defender o time, ele não era considerado um jogador ruim pela comissão técnica, então coordenada por André Jardine. Neste ano, o “Oscar chinês” foi para o Desportivo Brasil e agora retornou ao Shandong, onde tem recebido elogios pelo seu desempenho e pela evolução nos fundamentos. (Por José Eduardo Martins)

São Paulo tenta suspender cobrança de R$ 20 mi por Ricardinho

Na Justiça, o São Paulo tenta suspender a execução de uma dívida de R$ 20 milhões com a empresa Time Traveller, que participou como investidora da contratação de Ricardinho em 2002, quando o meia trocou o Corinthians pelo Morumbi. A Time Traveller já venceu em duas instâncias e tentou executar a dívida antes que um recurso pendente do clube do Morumbi fosse julgado. O São Paulo pede a suspensão da cobrança, e alega que a quantia expressiva pode prejudicar o pagamento da folha salarial de jogadores e funcionários. (Por Pedro Lopes)

Corinthians: Faculdade quer bloquear receita com Rodriguinho

O Instituto Santanense de Ensino Superior, com quem o Corinthians tem uma dívida de R$ 4,1 milhões, quer bloquear valores que o clube irá receber pela venda de Rodriguinho ao Pyramids, do Egito. A instituição já conseguiu acesso às contas do alvinegro, obtendo cerca de R$ 260 mil. Este valor já está descontado do total da dívida. Agora, a faculdade quer que o Pyramids deposite o restante diretamente, sem que o dinheiro passe pelo caixa corintiano. (Por Pedro Lopes)

Corinthians: Araos também foi aprovado em Inter e Cruzeiro

Semanas antes de ser contratado pelo Corinthians como reforço mais caro para a temporada, o chileno Ángelo Araos teve o nome veiculado por pelo menos outros dois clubes brasileiros. O Cruzeiro e o Internacional acompanharam jogos da revelação da Universidad do Chile e aprovaram o nome como possível reforço. A pedida de La U, porém, fez com que as duas equipes recuassem. Com o caixa movimentado pelas várias negociações de jogadores, o Corinthians decidiu apostar em Araos e investir pouco mais de US$ 4 milhões (mais de R$ 15 milhões) em sua aquisição. A transferência foi intermediada pelo agente André Cury, o mesmo que representa o zagueiro corintiano Henrique. Até aqui, o jovem entrou em duas partidas logo após chegar ao clube. (Por Dassler Marques)

Atlético-MG recusou zagueiro equatoriano antes de buscar Rea

O Atlético-MG aguarda Martín Rea no Brasil para assinar o contrato de empréstimo com o uruguaio de 20 anos. Contudo, antes de se acertar o atleta que pertence ao Danubio, o clube recusou a contratação de um outro nome para o setor. John Willian Narvaez Arroyo, do Melgar-PER e da seleção equatoriana, foi oferecido ao presidente Sérgio Sette Câmara no mercado da bola. O mandatário, no entanto, recusou a oferta e disse ao seu agente que não procurava nomes para a posição. Hoje, o Galo conta com Leonardo Silva, Gabriel, Matheus Mancini, Maidana e Juninho. Autor de dois gols contra o Vasco na Copa Sul-Americana, Juan Luis Anangonó também foi oferecido ao Galo. O clube, no entanto, descartou a possibilidade de fechar com o atacante que defende a LDU e a seleção do Equador. A cúpula não procura nomes para o ataque neste momento. Hoje, a comissão técnica conta com Ricardo Oliveira e Denilson para a função. (Por Thiago Fernandes)