PUBLICIDADE
Topo

Notícias em primeira mão dos bastidores do futebol, informações exclusivas sobre o seu time, novidades do mercado da bola e o melhor do jornalismo esportivo em um só lugar. Só para assinantes UOL!

Além de Dedé, lista extra de Tite para Copa tem R. Caio e Arthur "baleado"

Tite cumprimenta Arthur, calouro da seleção em 2017; volante foi incluído mesmo lesionado - Lucas Figueiredo/CBF
Tite cumprimenta Arthur, calouro da seleção em 2017; volante foi incluído mesmo lesionado
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Do UOL, em São Paulo

15/05/2018 04h00

Tite quebrou o protocolo e revelou, ainda durante a entrevista coletiva da convocação, o nome de Dedé como um dos 12 suplentes que a CBF listou para a Fifa na última segunda-feira (14). O combinado da comissão técnica era não anunciar os nomes para evitar “mais discussão”. A De Primeira, no entanto, apurou outros jogadores presentes na relação: o zagueiro Rodrigo Caio, os meias Arthur e Giuliano, o goleiro Neto e o lateral Rafinha.

Arthur, inclusive, foi confirmado na lista de 35 após consulta da confederação ao departamento médico do Grêmio. Como o jogador teve um problema muscular no Gre-Nal do último sábado (12), a seleção precisou se certificar sobre o tempo de recuperação. Considerada razoável e possibilitando um retorno antes da Copa, a lesão não “barrou” o jovem da relação. Rafinha, do Bayern de Munique, por sua vez, perdeu a vaga na lista principal nos instantes finais. Fagner, seu substituto, formou ao lado de Geromel a dupla de últimos nomes a serem colocados na convocação. (Por Pedro Ivo Almeida)

Seleção: CBF não consegue cota de patrocínio de R$ 54 milhões

A lista de jogadores já foi definida por Tite para a Copa do Mundo. A relação de patrocinadores, no entanto, ainda está aberta. Diante de um mercado considerado “difícil e travado”, a CBF ainda não conseguiu um parceiro para comprar a cota de R$ 54 milhões (15 milhões de dólares) – espaço principal nas costas do uniforme de treinos da seleção.

Internamente, a confederação já admite que pode iniciar o período de preparação sem um substituto do espaço que era ocupado pela Chevrolet até maio de 2017. Outra dificuldade nas negociações é que a Confederação não topa reduzir a pedida e deseja um vínculo até a Copa de 2022, no Catar. (Por Pedro Ivo Almeida)

São Paulo: Ausência na lista não muda planos do SP e R. Caio

Rodrigo Caio perdeu para Geromel, do Grêmio, a disputa por um lugar na lista de convocados da seleção brasileira para a Copa do Mundo. No entanto, a ausência do zagueiro não muda os planos do jogador e do Tricolor para o segundo semestre. Tanto o defensor quanto o clube vislumbram a negociação com alguma equipe da Europa na próxima janela. Valorizado, ele é considerado um dos principais ativos do elenco. Com esperança de participar do Mundial da Rússia, o zagueiro já havia recusado uma oferta do Real Sociedad, da Espanha, no início deste ano. Rodrigo Caio era o único representante do São Paulo com possibilidade de representar o Brasil na competição. Ele acompanhou o anúncio dos 23 convocados no CT da Barra Funda e reagiu com naturalidade à ausência. À tarde, no Reffis, deu prosseguimento ao trabalho de recuperação física após lesão no pé esquerdo. (Por José Eduardo Martins)

Grêmio monta quebra-cabeça para suprir ausência de Geromel

O Grêmio conta com a volta de Paulo Miranda e a improvisação de Michel para suprir a ausência de Geromel. Convocado para a Copa do Mundo, o zagueiro desfalcará o time de Renato Gaúcho em pelo menos seis partidas. As medidas internas são saídas encontradas diante da dificuldade de contratar um zagueiro no mercado. Atrás de um quinto jogador para a função, o Grêmio tem esbarrado nas limitações. A primeira diz respeito ao mercado disponível - apenas futebol nacional. Por outro lado, tem ligação com o dinheiro. Paulo Miranda se recupera de lesão na clavícula e Michel atuou improvisado como zagueiro recentemente. (Por Jeremias Wernek)

Corinthians perde paciência e vê M. Gabriel como moeda de troca

Depois de uma atuação abaixo da crítica no domingo retrasado, diante do Ceará, Marquinhos Gabriel passou a ter sua situação discutida pelo Corinthians desde então e já é visto como possível moeda de troca para o próximo semestre. O crescimento de Pedrinho e a irritação da torcida com Marquinhos fazem o clube entender que uma transferência já é possível. A princípio, o Corinthians não quer simplesmente emprestar Marquinhos, já que o investimento em sua contratação em 2016 foi elevado. A preferência é por uma troca com outro jogador que possa contribuir para o elenco de Fábio Carille e, se possível, traga economia à folha salarial. O ex-jogador santista, que era desejo de Tite quando contratado, recebe algo em torno de R$ 270 mil mensais. (Por Dassler Marques)

Corinthians: Agência acusa quebra de contrato e pede R$ 6 mi

A agência de licenciamentos Powerful acusa o Corinthians de quebrar um contrato de exclusividade, e move uma ação para obrigar o clube a manter intermediações que renderiam à empresa cerca de R$ 6 milhões. O acordo com o clube foi firmado em 2015, na gestão de Roberto de Andrade: depois de assumir, Andrés Sanchez decidiu encerrar a parceria e tratar diretamente dos licenciamentos. A Powerful, por contrato, detinha a exclusividade de todos os licenciamentos da marca Corinthians para outras empresas – os negócios totalizavam R$ 19 milhões. E-mails obtidos pela De Primeira mostram que o clube estava insatisfeito com o fato de a empresa receber comissão por renovar contratos que não foram conseguidos por ela e, por isso, começou a negociar diretamente com alguns licenciados. O alvinegro ainda não foi notificado sobre a ação. (Por Pedro Lopes)