PUBLICIDADE
Topo

Mineiro - 2019

Torcedores do Cruzeiro quebram sede e loja do clube antes da venda de ingressos para clássico

Torcida do Cruzeiro pichou vidros da sede, antes da venda de ingressos para clássico - Gabriel Duarte/UOL Esporte
Torcida do Cruzeiro pichou vidros da sede, antes da venda de ingressos para clássico Imagem: Gabriel Duarte/UOL Esporte

Gabriel Duarte

Do UOL, em Belo Horizonte *

31/01/2013 10h29

As horas que antecederam o início das vendas de ingressos do Cruzeiro para o clássico contra o Atlético-MG, no domingo, foram marcadas por problemas com torcedores do clube celeste, que depredaram a sede do clube, no Barro Preto e saquearam a loja Cruzeiro Mania, na região da Pampulha.

No Barro Preto, região central de Belo Horizonte, torcedores acampavam desde a última segunda-feira. Porém, após confusão na madrugada de quinta-feira, alguns torcedores picharam paredes e quebraram vidros da sede do clube. Os vândalos pediram a saída do presidente Gilvan Tavares.

Já na região da Pampulha, na rua das Canárias, a loja Cruzeiro Mania foi arrombada por torcedores, que renderam o vigia do estabelecimento e saquearam produtos do time celeste, além de terem quebrado vidraças e feito pichações. O prejuízo foi estimado, pelo dono do estabelecimento, em torno de R$48 mil.

Diante de impasse com Al-Ittihad, Cruzeiro trabalha para enfrentar Atlético sem Diego Souza

  • Denilton Dias/VIPCOMM

    O Cruzeiro trata como quase certa a ausência do armador Diego Souza no clássico com o Atlético-MG, domingo, às 17h, no Mineirão. Devido ao imbróglio com o Al-Ittihad, último clube do jogador e que cobra uma compensação pela transferência, o diretor de futebol, Alexandre Mattos, avisa ao torcedor celeste para não criar ?expectativa? quanto à presença do meia. O técnico Marcelo Oliveira já foi avisado da situação e deve escalar Ricardo Goulart, regularizado na quarta-feira, no meio-campo diante do rival alvinegro. Alexandre Mattos avisou ao torcedor para não criar "expectativas".

De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, nenhum torcedor foi identificado e preso até o momento. Para evitar novos problemas, a Polícia intensificou o policiamento na sede do Barro Preto, onde acontecerá venda de ingressos para o clássico de domingo, no Mineirão. Oito viaturas e dois ônibus da PM estão no local.

Venda de Ingressos

A venda de ingressos para o clássico de reabertura do Mineirão, neste domingo, sofreu atraso no horário. Nos postos de vendas, o início da comercialização estava previsto para acontecer às 9h, mas foi atrasado em cerca de três horas.

A demora para começar as vendas irritou torcedores de Atlético e Cruzeiro, que acampam nas filas desde a última segunda-feira. Grandes filas se formam nos postos de vendas, na sede celeste, bilheterias do Mineirão e na porta do Minas Tênis Clube, na Rua da Bahia.

Por volta das 12h, os primeiros ingressos foram vendidos no ginásio do Cruzeiro, no Barro Preto. Alguns torcedores cruzeirenses passaram a reclamar da lentidão no processamento da venda nas bilheterias. Os que conseguiam o sonhado bilhete comemoravam com entusiasmo.

Sede do Cruzeiro no Barro Preto foi apedrejada por torcedores do clube

  • Gabriel Duarte/UOL Esporte

    Torcedores do Cruzeiro apedrejaram a porta da sede do clube, no Barro Preto, em Belo Horizonte. Loja do clube na Pampulha foi saqueada

Pela internet, os torcedores de Atlético e Cruzeiro encontraram dificuldades para adquirem seus ingressos. O site futebolcard.com, ficou fora do ar, logo no início das vendas, às 8h, desta quinta-feira. Quando o servidor voltou a funcionar, o tempo médio de aquisição de cada entrada foi de 40 minutos.

* Atualizada às 12h30