PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fim do triunvirato! Ricardo Rocha vai deixar o São Paulo após o Brasileirão

Lugano, Ricardo Rocha e Raí formaram o chamado triunvirato do São Paulo neste ano - Rubens Chiri/São Paulo FC
Lugano, Ricardo Rocha e Raí formaram o chamado triunvirato do São Paulo neste ano Imagem: Rubens Chiri/São Paulo FC

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

27/11/2018 14h47

O badalado triunvirato do São Paulo está perto do fim. Segundo apurou o UOL esporte, o coordenador de futebol do Tricolor, Ricardo Rocha, deve deixar o cargo após o fim do Brasileirão. O ex-jogador e hoje dirigente deve se dedicar a um projeto pessoal ao término da competição nacional e a decisão deve ser oficializada nas próximas semanas.

Convidado pelo executivo de futebol do clube, Raí, Ricardo Rocha chegou ao Tricolor no início deste ano e formou um dos pilares de sustentação da restruturação da pasta. O Tricolor conta também com o apoio de Diego Lugano, superintendente de relações institucionais, que, mesmo não integrando o departamento de futebol, dava seu suporte com conselhos e indicações - como na contratação do treinador Diego Aguirre.

Além de contribuir na tomada de decisões, Ricardo Rocha era o responsável pelo elo entre a diretoria e os jogadores. Em geral, ele era o primeiro a conversar com os atletas que precisam tirar alguma dúvida ou fazer alguma ponderação. Na hora de questionar, também apontava o que deve ser feito. Como dirigente, ele mudou um pouco a sua postura. Por uma questão estratégica, passou a conceder menos entrevistas. Sua voz passou a ecoar mais dentro do vestiário.

Os três tiveram primeiro o apoio do presidente tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Em sua gestão anterior, o mandatário foi o responsável por conduzir a aprovação do estatuto profissional e assim pôde abrir a oportunidade para profissionais como o Raí (sem nenhum vinculo político) assumir tal cargo.  
O São Paulo nesta temporada chegou a liderar o Brasileirão e ainda briga por uma das vagas na fase de grupos da Copa Libertadores. A equipe enfrenta a Chapecoense neste domingo, fora de casa. O Tricolor paulista, porém, precisa torcer por um tropeço do Grêmio para ainda sonhar com um lugar no G4 do Brasileirão e a consequente classificação no G4 do nacional.

Esporte