PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico do Atlético-PR lamenta maturidade e aposta no Botafogo por G6

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

26/11/2018 09h37

O empate em casa com o Ceará, que interrompeu uma sequência de 12 vitórias e a chance de entrar no G6 do Brasileirão no lugar do Atlético-MG, foi avaliado pelo técnico Tiago Nunes como “falta de maturidade” do Atlético-PR. A equipe saiu atrás e virou o placar, mas cedeu o empate e perdeu a chance de ultrapassar o Galo na classificação. Agora, o Furacão não depende apenas de si para chegar à Libertadores pelo Brasileirão.

“Faltou um pouco mais de maturidade. A gente deveria ter buscado o terceiro gol e não se acomodado com o segundo. Tentar fazer o terceiro, que é a característica do nosso time. Ficamos focados muito no resultado, e aí tomamos o empate”, avaliou Nunes, que mandou à campo um time reserva. Na última rodada, o Atlético visita o Flamengo, já consolidado como vice-campeão, enquanto que o xará mineiro encara o Botafogo em Belo Horizonte.

“Continuamos sim, vivos matematicamente. Temos que vencer o Flamengo e torcer por um tropeço do Atlético-MG. É viável, por que mesmo não jogando em casa, o Botafogo é um adversário de respeito, que fez uma campanha honesta”, projetou Tiago, colocando as fichas no time carioca.

Entretanto, a aposta principal é na possibilidade de conquista da Copa Sul-Americana. O time encara o Fluminense nas semifinais e, se passar, decide o título contra um colombiano entre Junior Barranquilla e Santa Fé. Atlético e Junior venceram o primeiro jogo por 2 a 0. “A gente tem uma final agora na quarta contra o Fluminense. Agora, toda energia para essa final contra o Fluminense”, comentou Nunes, mudando a chave no Furacão.

Esporte