PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Nenê encara com naturalidade frustração do São Paulo no fim da temporada

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

22/11/2018 23h12

Nesta quinta-feira, em São Januário, o São Paulo perdeu para o Vasco por 2 a 0 e, com o resultado, não depende apenas de seus resultados para garantir uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. Agora, o Tricolor paulista precisa torcer por um tropeço do Grêmio nas duas últimas rodadas do Brasileirão para sonhar com o G4. O meia Nenê analisou a situação do time neste fim de temporada, que pode ter um sabor amargo mesmo com um lugar no torneio continental.

"Demonstramos que brigamos de igual para igual com qualquer time e poderíamos conquistar algo importante. Infelizmente, aconteceu o que aconteceu e perdemos essa chance. Desde o início da temporada, a ideia era voltar para a Libertadores. Acho que em um todo, o saldo é positivo porque precisávamos voltar para a Libertadores, mas é frustrante pelo que apresentamos no primeiro turno [do Brasileirão]. Então, é normal essa frustração", disse Nenê. 

Na próxima segunda-feira (26), no Morumbi, o São Paulo recebe o Sport, que briga para se afastar da zona do rebaixamento. O camisa 10 sabe das dificuldades que o time deve enfrentar. 

"De qualquer maneira, vai ser difícil. A gente está jogando por uma vaga direta na Libertadores, que é fundamental para o clube, até em termos financeiros. Tem a dificuldade em termos do que eles estão vivendo. É complicado, mas não está mais difícil por causa disso. Todos os jogos estão sendo difíceis, temos de saber que nada vai ser fácil", afirmou o meia, que foi vaiado durante boa parte do jogo com o Vasco, clube que defendeu entre 2015 e o início deste ano.

"É coisa deles [torcedores], é normal pelo momento", completou Nenê.

Esporte